Luisinho, Pintor, Filipe, Nelson, Azevedo, Ricardo, Renaldo, Manu, Jardel, Da Silva e Pedro Costa são os nomes dos campeões que festejaram o título no passado sábado, no derby com o Guidões. O jogo terminou com um expressivo 11-0 a favor dos atletas de Alvarelhos, que para a ocasião tiveram direito a uma camisola personalizada onde se lia "Champions 07/08".

 

alvarelhos-juniores.jpgPela segunda vez na sua história o Grupo Cultural e Recreativo de Alvarelhos conquistou o campeonato de juniores de futsal, tendo conseguido terminar com 41 pontos, à frente de Centro Recreativo de Bougado e Associação Recreativa de Paradela.

Luisinho, Pintor, Filipe, Nelson, Azevedo, Ricardo, Renaldo, Manu, Jardel, Da Silva e Pedro Costa são os nomes dos campeões que festejaram o título no passado sábado, no derby com o Guidões. O jogo terminou com um expressivo 11-0 a favor dos atletas de Alvarelhos, que para a ocasião tiveram direito a uma camisola personalizada onde se lia "Champions 07/08".

Para este conjunto de atletas, onde a maioria terá de deixar o futsal júnior por terem chegado ao limite da idade, a temporada não podia ter sido mais positiva. Ao NT, Sérgio Carvalho, treinador da equipa, confessou que, neste campeonato, o GCR Alvarelhos pautou sempre pelas "boas exibições" e com "uma regularidade exibicional constante". Um conjunto formado maioritariamente por jogadores da freguesia de Alvarelhos, dos quais o técnico destaca Jardem "pelos mais de 40 golos marcados, ou seja, quase 50 por cento dos tentos da equipa" e Luisinho "pelos poucos golos sofridos, sendo ele o único guarda-redes do plantel".

Apesar do grupo de jogadores se ter alterado um pouco em relação à época passada e de  não estar ligado aos juniores, Sérgio Carvalho conhecia bem os jogadores, pelo facto de os ter treinado nos juvenis, o que contribuiu para um bom planeamento do plantel "que conseguiu ser diferente da temporada passada na conquista de bons resultados e no fair-play que lhe permitiu estar entre os primeiros na Taça Disciplina".

Um título sabe ainda melhor quando é conquistado num campeonato difícil. "As dificuldades são sempre muitas, porque nos últimos anos existe um conjunto de equipas  com um futsal muito bom e que não nos facilitaram nada a tarefa de vencer a prova". Por isso, há que "realçar jogadores e restante equipa técnica (Sérgio Rodrigues e João Azevedo) que foram excepcionais, no sentido de manter o grupo unido".

Sem querer avançar muito sobre o futuro, por estar dependente de eleições na associação e pelo facto da equipa ser quase na totalidade remodelada, o treinador afirmou que os objectivos principais passam sempre pela "boa formação e com isso conseguir vencer todas as provas que o grupo estiver envolvido".

Sérgio Carvalho tem já alguns anos como treinador no GCR Alvarelhos, tendo feito parte da equipa técnica durante três anos na equipa júnior, juvenil e futebol de 11. A sua continuidade no conjunto júnior está também dependente das eleições, mas está programada uma reunião com restante equipa técnica para discutir a disponibilidade de cada um, visto que formam desportivamente estes jovens por carolice.

No que respeita ao planeamento do campeonato por parte da Associação de Futebol Popular da Trofa, Sérgio Carvalho referiu que "esteve bom e espero que a associação continue a tentar melhorar e criar condições para uma evolução constante da prática de futsal no concelho". Apesar do elogio, o técnico não deixou de enunciar uma lacuna que é "importante" suprir: "pessoalmente fico frustrado ao ouvir um grupo de jogadores de 19 anos dizer que já é bom terminar a carreira de jogador de futsal com o titulo de campeão concelhio, pois não existe um seguimento da prática de futsal no concelho, tendo que esperar a chegada da idade de veteranos para voltarem a jogar futsal na Trofa", concluiu.

Cátia Veloso