Futebol Solidário conta com estrelas do futebol profissional, para ajudar a APPACDM da Trofa, no dia 3 de junho.

Fábio Meireles (ex-Guimarães), Renato Queirós (ex-Paços de Ferreira), Rui Barros (ex-FC Porto), César Peixoto (Gil Vicente), Bandeirinha (ex-FC Porto), Lucas (ex-Boavista) são alguns dos futebolistas profissionais que vão marcar presença no Futebol Solidário, com o objetivo de angariar verbas para a APPACDM (Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental) da Trofa, ao mesmo tempo que se dá “visibilidade ao trabalho desenvolvido pela instituição”.

Futebol Solidário é o nome da iniciativa promovida pela empresa Desporserv, Lda, que procura intervir socialmente junto das instituições sociais do concelho. Desta forma, a Academia de Futebol da Louseira, na Abelheira, em S. Martinho de Bougado, abre portas a toda a comunidade, para participar nesta angariação de verbas.

A festa começa com uma atuação do Grupo Folclórico da APPACDM, pelas 15.20 horas, seguindo-se o primeiro jogo de futebol da tarde, entre a equipa da APPACDM e a Escola de Futebol New Team, pelas 15.30 horas.

O momento alto da tarde será o jogo de futebol, arbitrado pelos árbitros Jorge Ferreira e Cosme Machado, que colocará frente a frente antigos e atuais jogadores profissionais de futebol e tem início marcado para as 16 horas. As equipas, sob a alçada dos treinadores Mário Reis (ex- Boavista) e Ilídio Vale (seleção sub-20 de Portugal), também são constituídas por Tiago (Trofense), Gaspar (Rio Ave), Luís Manuel (ex-Boavista), Paulo Sousa (ex-Paços de Ferreira), Petit (Colónia), André Cunha (Gil Vicente), Paulo Lopes (Feirense), Barroso (ex-Braga), Abílio (ex-Salgueiros), Manuel José (Paços de Ferreira), Folha (ex-Tirsense), Jorge Silva (ex-Boavista), Serginho (Beira Mar), Constantino (ex-Leça), Vital (ex-Sporting), Paredão (ex-Benfica), Marcelo (ex-Benfica), Jorge Couto (ex-FC Porto), José Nuno Azevedo (ex-Braga), Miguel Maia (voleibol), o antigo jogador Jorge Silva, agora cabeleireiro, Manuel Fernandes Silva (jornalista – RTP) e o treinador José Mota (Vit. Setúbal).

No final do jogo, decorre uma sessão de autógrafos, terminando com um convívio, onde vai haver porco no espeto para todos os presentes. “Vamos ter algumas iniciativas que vão decorrer durante o evento, que vão permitir às pessoas colaborar, da forma que lhes for possível, com a instituição, para que possa continuar a desenvolver um trabalho de grande mérito e ultrapassar algumas dificuldades que neste momento sente”, afirmou Luís Cardoso, responsável pela empresa Desporserv, Lda.

Para ajudar, basta adquirir uma “pulseira do evento, em que cada um dá aquilo que quer”, ou então participando no sorteio das rifas, em que o prémio é uma estadia num hotel em Lisboa. Além disso, o responsável espera conseguir apoios de alguns empresários trofenses. Proporcionar um “dia único junto de alguns dos seus ídolos do futebol, onde se sintam integrados numa sociedade que muitas vezes lhes cria algumas barreiras, infelizmente por preconceito” é outro dos principais objetivos deste Futebol Solidário.

Por esta razão, Luís Cardoso apela à comunidade que marque presença neste evento, onde possa “participar de forma ativa”, ao mesmo tempo que “dá um colorido diferente, com uma presença animada e com muita alegria e satisfação”.

{fcomment}