As ruas da Trofa serviram de palco para uma perseguição, que terminou com a detenção do fugitivo.

Ao final da tarde de terça-feira, as ruas da Trofa transformaram-se num cenário de filme com a GNR da Trofa a perseguir um suspeito de roubo de cobre na antiga estação da CP. Dentro do carro seguiam, também, na parte da frente, duas crianças, de seis meses e três anos, e uma mulher.

O homem, de 25 anos, sem carta de condução e residente em Alvarelhos, terá utilizado uma das mais recentes técnicas para despistar as autoridades, pois o Renault 19 em que seguia tinha sido dado como roubado pela sua própria esposa. Assim, se a polícia recuperasse a viatura, o proprietário não podia ser acusado de possíveis crimes perpetrados com recurso ao automóvel.

Através da matrícula, que tinha já sido indicada por outros crimes de roubo de cobre, os militares da GNR detectaram o indivíduo e começaram a perseguição.

Depois de conduzir de forma “perigosa” pelas ruas da cidade, durante cerca de meia hora, batendo em passeios e muros e assustando os transeuntes, o homem despistou-se junto ao Hospital da Trofa. Mesmo assim, o suspeito não desistiu e tentou escapar a pé, mas foi detido pelas autoridades.

O homem foi presente a tribunal no dia seguinte e o caso baixou a inquérito.