fruma-Trofa

Depois de terem sido constituídos os grupos de trabalho, já foram apresentadas as sugestões do grupo de cidadãos trofenses no Fórum “Trofa com Futuro – Uma resposta para o Concelho”, organizado por Bernardino Vasconcelos, António Pontes e Jaime Moreira.

Melhorar a mobilidade do concelho, construir o Parque das Azenhas e completar o concelho a nível de ornamentos são exemplos de ideias apresentadas pelo grupo responsável pelo ordenamento e planeamento. De acordo com Graça Silva, porta-voz do grupo, a questão dos Paços do Concelho também foi pensada e nesse sentido o grupo, formado essencialmente por arquitectos e engenheiros, defende que o edifício “deve ser central, não deve roubar espaços aos poucos que existem no centro urbano”, explicou a responsável, em declarações ao NT.

Na área do ambiente, por exemplo, foram apresentadas sugestões como a resolução do problema da Savinor, a despoluição do Rio Ave, assim como a questão do canil municipal e do ecocentro. “Continua a haver monstros domésticos e restos de obras que são deixados no meio do monte e a criação de um ecocentro municipal iria resolver esses problemas”, explicou ao NT Vasco Cruz, porta-voz do grupo do ambiente.

A minimização dos impactos que futuramente serão causados por obras estruturantes foi outra questão levantada a nível ambiental. “Têm que ser bem pensadas, porque podem ser um problema ambiental ou podem fazer parte da solução e como ainda não foram feitas, como os projectos ainda estão em curso, era nosso objectivo que fossem bem pensados”, frisou Vasco Cruz.

Estas foram apenas algumas das sugestões apresentadas no passado sábado, no Fórum “Trofa com Futuro – Uma resposta para o Concelho”, que voltou a reunir no Auditório da Junta de Freguesia de Santiago de Bougado o grupo de cidadãos trofenses convidados por Bernardino Vasconcelos para contribuir para o desenvolvimento do concelho da Trofa.

Em declarações ao NT, Bernardino Vasconcelos esclareceu que o fórum não possui nenhum fim político e que o objectivo do mesmo é desenvolver “uma Trofa bonita, requalificada, infra-estruturada e dinâmica”. “Foi um convite individual, não foi um convite nem político-partidário. Nós, enquanto pessoas, temos a noção precisa de que a Trofa tem muito futuro, mas queremos partilhá-lo com as pessoas e queremos conhecer das pessoas a sua análise, a sua perspectiva de que devem ser as estratégias do seu ponto de vista”, afirmou.

Segundo Bernardino Vasconcelos, o passo seguinte é “pegar neste conjunto de dados e constituir princípios programáticos naquilo que vai ser a candidatura do PSD à Câmara da Trofa nas próximas eleições”.

Cultura, Ambiente, Educação, Ordenamento e Planeamento, Acção Social e Saúde, Protecção Civil, Empreendedorismo e Desporto e Juventude são as áreas que constituem o Fórum “Trofa com Futuro – Uma resposta para o Concelho”, que reúne cerca de 70 elementos no total.