Foi com o aroma dos melhores pratos da região Norte no ar que foi apresentada a iniciativa dos “Fins-de-semana Gastronómicos 2011”. A Trofa apresenta as suas iguarias a 12 e 13 de Março.

Os primeiros seis meses do ano na região Norte de Portugal vão estar repletos de uma autêntica festa dos sentidos. As cores, os sons, os aromas e os paladares das iguarias gastronómicas de cada um dos 72 municípios, que aderiram à iniciativa “Fins-de-semana Gastronómicos 2011” levada a cabo pela Turismo Porto e Norte de Portugal, vão estar em destaque.

Esta iniciativa, que se realiza pelo segundo ano consecutivo, promete abrir o apetite para visitar cada um dos 72 municípios aderentes, numa exaltação dos sabores em autênticos saberes. A degustação das melhores iguarias da região começa já este fim-de-semana em Guimarães e Montalegre, onde poderão ser provados o Bacalhau com broa e as rabanadas ou o Cozido à Barrosã e o doce de abóbora e o queijo, respectivamente.

No mês de Março, nos dias 12 e 13, é a vez da Trofa divulgar as suas iguarias. O Arroz Pica no Chão e a maçã assada foram os eleitos.

Mas estes não são os únicos pratos a provar. Cabrito assado, Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima, Lampreia, Cozido à Terras de Bouro, Bacalhau à Braga, Bulho com Castanhas ou Alheira de Mirandela são algumas das especialidades que constam da ementa. E para os mais gulosos não poderão faltar o pudim Abade Priscos, o Pão-de-ló, as Rabanadas, o Leite Creme ou as Barrigas de Freira.

“Estamos perante o exemplo de uma peculiar iniciativa que só é possível acontecer porque trabalhamos em equipa e edificamos um projecto que se distingue pelo facto de ser o evento gastronómico nacional que conjuga um maior número de municípios (72), um maior número de restaurantes (mais de 1000) e um maior número de especialidades gastronómicas (144)”, anunciou Melchior Moreira, presidente da Turismo Porto e Norte de Portugal, que apresentou o projecto esta terça-feira, no Paço dos Duques, em Guimarães.

Melchior Moreira deixou ainda uma palavra particular para os restaurantes que se regem por “concepções de qualidade e de exigência”: “Envolvidos num espírito de autenticidade e de busca constante de fazer cada vez melhor, os restaurantes evidenciam um serviço de elevada qualidade e personalização assente na exigência e rigor alicerçada num compromisso de afectos com os clientes”.

Fazendo um balanço do trabalho realizado em prol do desenvolvimento da região Melchior Moreira frisou que esta foi “a única região de sucesso em Portugal”. “Somos a única que em termos de proveitos no Turismo crescemos acima da média nacional há três meses consecutivos”, justificou, aproveitando para destacar “os significativos fluxos turísticos, concretamente nas épocas consideradas baixas”.