Apreciar as belas praias da Figueira foi o mote para a escolha do local, que cedo recebeu os seniores trofenses, no passado sábado, para mais um dia de convívio e bons momentos.

   Figueira da Foz foi o destino escolhido pela autarquia para promover o passeio anual dos idosos, iniciativa bem recebida por mais de dois mil trofenses, que encheram mais de 40 autocarros. Os seniores das oito freguesias mantiveram assim a tradição da viagem anual, que se faz desde a elevação de Trofa a concelho.

Apreciar as belas praias da Figueira foi o mote para a escolha do local, que cedo recebeu os seniores trofenses, no passado sábado, para um dia de convívio e bons momentos.

Os trofenses andaram à descoberta da cidade e puderam admirar a "praia da Claridade", antes de encherem o Parque das Abadias, onde se realizou uma eucaristia campal. Depois um almoço entre todos os participantes e promotores da iniciativa e uma tarde cultural com folclore figueirense e música oriunda da Trofa, do Grupo Típico do Val.

A vereadora da Acção Social e Educação da Figueira, Maria Machado, também passou pela festa trofense e convidou os autarcas da Trofa para uma visita guiada ao Centro de Artes.

O executivo camarário trofense, liderado por Bernardino Vasconcelos, foi recebido, nos Paços do Concelho da Figueira da Foz, pelo presidente Duarte Silva, para uma sessão de cumprimentos e troca de algumas lembranças.

O presidente figueirense congratulou-se com a visita trofense e desejou uma boa estadia, enquanto que Vasconcelos agradeceu a forma carinhosa como foram recebidos e explicou que o passeio de confraternização foi mais uma maneira que a Câmara Municipal da Trofa encontrou para fortalecer a política social junto dos mais velhos, "procurando aproximar todos os que vivem no concelho da Trofa, criando laços entre os munícipes ao mesmo tempo que quebra o isolamento em que muitos se encontram".

Estas actividades são peças fulcrais da política utilizada pela autarquia da Trofa, que tenta diminuir o isolamento dos seniores do concelho com iniciativas que permitam o intercâmbio entre munícipes das oito freguesias, ao mesmo tempo que procura aumentar a qualidade de vida dos mais velhos.