Cerca de 130 concertinistas e cantadores ao desafio participaram no Festival de Concertinas e Cantares ao desafio, e atraíram centenas de visitantes ao Monte de Santa Eufémia, no sábado. 

No palco montado na romaria de Santa Eufémia, em Alvarelhos, passaram cerca de 130 concertinistas e cantadores ao desafio, que participaram em mais uma edição do Festival de Concertinas e Cantares ao Desafio. Um festival que já é “um marco nas tradições do concelho”, tendo-se tornado num dos “grandes festivais deste género”. Ano após ano, esta iniciativa atrai cada vez “mais visitantes e mais público”, afirmou Assis Serra Neves, vereador da Cultura da Câmara Municipal da Trofa. 

Uma iniciativa promovida pela autarquia que aposta, desta forma, “nas festas tradicionais e populares para ocupar os tempos livres dos trofenses, de forma saudável”, ao mesmo tempo que promove o convívio e divulga, simultaneamente, a cultura popular. Neste caso particular, a concertina como instrumento tradicional e símbolo do património imaterial do concelho, da região e do País.

Assis Serra Neves lembrou que este é um dos eventos “mais importantes da agenda cultural anual” da autarquia, “vivendo sobretudo do empenho de todos os que o organizam e que nele participam, mas acima de tudo da qualidade do trabalho aqui apresentado pelos participantes”. 

Para finalizar, o vereador fez um “balanço positivo”, deixando a promessa de uma nova iniciativa no próximo ano, de forma “a dar continuidade à missão que a Câmara Municipal da Trofa chamou a si” e que passa pela “proteção do passado para melhor projetar o presente e o futuro, preservando a alma e a identidade  do povo Português”.

{fcomment}