Requalificação das vias de Alvarelhos, reforma administrativa e arranque do ano escolar discutidos na assembleia. Com um ponto único na ordem de trabalhos, a sessão ordinária de setembro da Assembleia de Freguesia de Alvarelhos, que decorreu no dia 24, serviu apenas para cumprir calendário. 

As intervenções começaram com o membro do Partido Socialista, Adriano Teixeira, a questionar Joaquim Oliveira, presidente da Junta de Freguesia, quem foi o responsável pela colocação das “placas de orientação para o Castro de Alvarelhos”. Além disso, quis saber como estavam as reparações dos estragos causados pelas “intempéries de 11 de outubro de 2011” e como estava a “requalificação das vias de acesso a Alvarelhos”, que continuam em “mau estado” por causa da Trofáguas. 

No final da intervenção, Adriano Teixeira alertou para que as “sarjetas fossem desobstruídas”, uma vez que o inverno aproxima-se e “as primeiras chuvas já vieram”. Em resposta, o presidente da Junta de Freguesia, afirmou que as placas para o Castro de Alvarelhos foram colocadas pela Câmara Municipal da Trofa, na véspera de um evento lá realizado. Quanto às obras de reparações causadas pelas intempéries, estas “já estavam realizadas há muito tempo”, sendo que apenas “faltava realizar a intervenção na Rua Central Ribeiro e na Rua Santa Maria”. “Dois, três dias depois do protocolo ter sido assinado, as obras começaram e, passado uma semana já estavam todas realizadas. O dinheiro é que não vem, isso custa”, asseverou.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

{fcomment}