Comissão de festas acolheu milhares de romeiros

O ponto mais alto do concelho da Trofa, o Monte de Santa Eufémia, recebe durante todo o mês de Setembro as festas em honra da Santa que lhe deu o nome. Foram aos milhares os peregrinos e devotos que acorreram este fim-de-semana, da Santa Eufémia Grande, para prestar a sua homenagem.

   Na Freguesia de Santa Maria de Alvarelhos, as festas mais conhecidas e mais participadas são as da Santa Eufémia. Habituados a esta "responsabilidade", estão os membros da Comissão de Festas que todos os anos organizam um mês inteiro de festas, com actividades a decorrer todos os fins-de-semana.

Mais de 70 autocarros vêm cheios de romeiros todos os anos para participar nesta festa, que segundo Carlos Moreira, membro da Comissão de Festas, "não tem sentido a crise. Porque como organizamos as festas apenas com as ofertas feitas na Capela, temos comparado com anos anteriores e não temos sentido diferença nenhuma". "A fé é muita", visto que a tradição "já remonta ao século XVI talvez é uma tradição já muito grande". Muitos são os que se juntam na hora das eucaristias, mas também fora de horas para rezar à santa e "pagar" as suas promessas.

Também Manuel Dias, membro da comissão de festas desde 1986 até 1990, não conseguiu manter-se afastado desta tradição "e hoje estou aqui porque me foram a casa pedir e eu faço tudo por amor à Santa Eufémia", afirmou.

"Eu nasci a 1500 metros daqui e desde pequenino que me lembro dos feirantes que vinham para cá e montavam as suas barraquinhas para as pessoas virem cá". Mas agora os tempos são outros e se antes muitos eram os feirantes que comerciavam na festa, muitos eram também os roubos. "Eu ainda sou do tempo em que as pessoas tinham medo de vir cá, porque havia muitos ladrões. Agora temos tudo muito iluminado, temos menos barraquinhas, mas as pessoas têm menos medo de vir cá.

Não há tantos roubos e a GNR e a Policia Municipal colabora muito connosco, por isso há mais controlo", explicou.

A animar a festa no passado sábado esteve o grupo musical Arco Iris, que mesmo com a ameaça da chuva que acabou por não cair, actuaram e animaram as centenas de pessoas que estavam a assistir.

No próximo sábado, decorrerá pelas 14 horas o encontro de concertinas e cantares ao desafio, no domingo, dia 23, pelas 11 horas será celebrada a missa, às 14.30 horas haverá um desfile e apresentação do 33º Festival de Folclore, com a actuação do Rancho Folclórico de Alvarelhos, o Rancho Folclórico de Parada de Conta da Beira Alta, o Rancho de São Torcato de Guimarães, o Rancho Típico de Gernache de Coimbra e o Grupo Folclórico de Vila Verde.

As festas 2008 encerram com um leilão de oferendas pedidas pelos membros da Comissão de Festas aos vendedores da festa, a 5 e 10 de Outubro, pelas 14.30 horas e uma missa às 15.45 horas.

 

 Lenda da Santa Eufémia

 

Reza a história, que Santa Eufémia livrou um eclesiástico e um secular, de perigos mortais no mar e em outras enfermidades. Estes dois homens juraram então não mais prestar culto a outros santos senão a Santa Eufémia, que lhes salvara a vida.

O "Monte de Santa Eufémia", está situado no ponto mais alto de Alvarelhos, onde está edificada a Capela em honra da Santa Eufémia. Existe a convicção de que o Santuário terá sido construído no último quartel de 1500.

Mas devido à enchente de romeiros que sempre se deslocavam à pequena ermida para rezar à Santa, em 1728 foi construída uma capela maior, tendo sido reformada em 1899 e um século depois, em 1996, foi totalmente restaurada e ampliada.

Agora possui três altares, com as imagens de Santa Eufémia, São Barnabé, Santa Quitéria, Santa Rita de Cássia, Santa Luzia e Santo Expedito.

No alto do monte existe ainda uma cruz, a poucos metros da Capela, com 14 metros de altura. Foi erigida no século XX e benzida por D. António Barroso, o então Prelado portucalense, no dia 11 de Setembro de 1904.