O calor foi um obstáculo, mas insuficiente para desmobilizar as várias centenas de pessoas que, movidas pela fé, partiram da Igreja de S. Mamede do Coronado em direção à capela do Divino do Espírito Santo, pelo meio-dia de domingo. Muitos foram os populares que aguardaram ansiosamente a passagem dos fiéis e dos 11 andores meticulosamente ornamentados com flores que coloriram as ruas da freguesia.
As Festas do Divino Espírito Santo, ficaram não só marcadas pelos concertos que animaram as noites de S. Mamede do Coronado, como também pelas dezenas de jovens que passaram no domingo, pela sua Profissão de Fé, celebrando-a com uma missa solene na Igreja Matriz.
Carlos Freitas, presidente da comissão de festas, assegurou que o evento superou as expectativas “a todos os níveis”. “Acho que foi uma festa fantástica, tivemos um grupo magnífico, conseguimos fazer uma bonita festa e espero que tenha sido do agrado de todos”, afirmou.
Os concertos foram alguns dos momentos altos da festividade e a presença de Sérgio Rossi, no sábado, e de Zé Amaro, na segunda-feira, atraíram muitos espectadores, especialmente os mais jovens. As comemorações deste ano contaram também com a terceira edição do festival de Danças e Cantares, onde o grupo folclórico Santa Marta de Portuzelo, de Viana do Castelo, marcou presença.
Carlos Freitas fez questão de agradecer a todos os que apoiaram “direta ou indiretamente” a Comissão de Festas para que o evento superasse todos os objetivos.