Santiago de Bougado esteve em festa. Durante dois dias a música, as procissões e o fogo de artifício coloriram as festas em honra de Nossa Senhora do Rosário, assinalando ao mesmo tempo o encerramento das comemorações do mês de Maria, na paróquia de Santiago.

A Banda de Música de Barroselas, os grupos folclóricos de Santiago de Bougado (Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado e Grupo de Danças e Cantares de Santiago de Bougado) e um rancho convidado, assim como o grupo de Zés Pereiras Os Divertidos, de Delães, marcaram o cartaz cultural da festa religiosa.

Na noite de sábado centenas de pessoas participaram na procissão do encerramento do mês de Maria, que este ano partiu da imagem de Nossa Senhora, implantada no Largo da Samogueira.

Milhares de pétalas de flores e de luzes traçavam o percurso que liga a Samogueira à Igreja Matriz de Santiago de Bougado, onde já depois das 22 horas decorreu a cerimónia litúrgica, precedida de cânticos e oração.

O cansaço era evidente na cara daqueles que durante muitas horas se dedicaram à construção dos tapetes, verdadeiras obras de arte e engenho, onde ao longo de todo o percurso se liam palavras e mensagens alusivas à Virgem Maria.

Todos os anos no final do mês de Maio, cabe a um dos lugares da paróquia de Santiago de Bougado fazer os tapete que há-de ligar à Igreja Matriz e por onde a imagem de Nossa Senhora de Fátima passa no encerramento das celebrações.

Este ano o fogo de artifício também esteve em destaque, já que foi lançada uma imponente sessão de fogo de vista, a cargo da Pirotecnia do Ave, antes e depois da procissão de sábado à noite.