Após três anos, a vertente profana das festas em honra de Nossa Senhora da Livração é reativada por dez festeiros de Lantemil, Cedões e Trofa Velha. Comissão de festas convida a comunidade a participar.

Foi a partir de um desafio lançado por Bruno Ferreira, pároco de Santiago de Bougado, que a parte profana da festa em honra de Nossa Senhora da Livração foi reativada. Pedro Paiva aceitou o repto para liderar a comissão e começou a formar uma equipa, que conta com dez elementos residentes nos lugares de Cedões, Lantemil e Trofa Velha.

Com um orçamento a “rondar os dez mil euros”, uma das apostas da comissão de festas foi a “ornamentação e a iluminação” da Capela, onde “nunca se fez nada”, e das ruas envolventes, bem como no fogo de artifício, que espera que “seja melhor do que nos outros anos”. Outra das novidades é a “noitada na sexta-feira”, que já “não se fazia ultimamente” e que a comissão optou por trazer o conjunto musical Santo André.

Para angariar verbas, a comissão de festas fez um “peditório de porta a porta pela freguesia” e, neste momento, está a trabalhar junto do setor “empresarial”, que, apesar das “dificuldades atuais”, tem sido “bem recebida” e tido “boas ajudas”.

Contrariamente aos outros anos, as festas vão contar com “quatro a cinco barraquinhas”, com doces, comidas, bebidas e charcutaria, que vai “dinamizar a festa”, uma vez que esta estava “um bocadinho parada”.

Pedro Paiva está com “boas” perspetivas para estas festividades, tendo já recebido comentários “bastante positivos” relativamente à ornamentação, iluminação e programa. Pelo “muito trabalho” que a organização teve, pois há “uma série de burocracias que têm que ser tratadas”, a comissão de festas espera ter “uma boa adesão”. “Se as coisas correrem bem e tivermos uma boa adesão é gratificante”, afirmou, convidando a comunidade a “passar pela festa”.

O programa das festas já começou esta segunda-feira com uma missa com sermão, até quinta-feira. Na sexta-feira, tem início, pelas 21 horas, o terço e procissão de velas com sermão, junto à imagem do Cristo Rei, terminando com a atuação do conjunto musical Santo André, pelas 22.30 horas. Já no sábado, há a entrada do grupo Zés Pereiras, pelas 9 horas, a atuação do Alvadance, pelas 21.30 horas, e, uma hora depois, o espetáculo musical de Maria do Sameiro e Nelo Ferreira. O dia termina com a sessão do fogo de artifício. As festas terminam no domingo, com uma missa solene, pelas 11 horas, terço e procissão em honra de Nossa Senhora da Livração, pelas 17 horas, encerrando com a atuação do Grupo de Danças e Cantares e Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado.