bernardino-2“Uma feira cosmopolita e a melhor do Norte na área da agro-pecuária”. É assim que Bernardino Vasconcelos, presidente da autarquia trofense classifica a Feira Anual da Trofa que “deu mais um salto qualitativo em relação ao que era no passado”.

Em entrevista exclusiva ao NT, Bernardino Vasconcelos falou das expectativas para mais uma edição da Feira Anual da Trofa e salientou o papel “importantíssimo” da Comissão de Agricultores que, ao longo dos anos “nunca deixou cair a feira”.

“Este dinamismo da Feira, que conta com a organização da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado, e em que a Câmara também partilha da sua responsabilidade em termos de efectivação, deu mais um passo nos degraus que vem subindo em termos de qualidade e de referência”, considerou Bernardino Vasconcelos. Para o edil, o salto mais importante foi o da internacionalização da feira, através do protocolo estabelecido com a Feira Internacional da Galiza. “A presença da Feira Internacional da Galiza vai dar-nos mais visibilidade ao nível regional e do país, mas também para além das fronteiras, envolvendo os espanhóis e trazendo cá gente de fora do país, dando a este concelho mais visibilidade e satisfazendo o nosso orgulho”, sublinhou.

Para Bernardino Vasconcelos, eventos como a Feira Anual “dão a conhecer a Trofa, correspondendo ao melhor daquilo que nós sabemos fazer”. “Os trofenses, nas suas várias áreas profissionais, são pessoas dinâmicas que, quando querem, sabem fazer bem e muito bem”, rematou.