jose-sa

A chuva e o vento têm sido um grande contratempo para quem tem a cargo a montagem de todas as estruturas do certame. Depois do temporal de sábado, que arrasou 90 por cento das estruturas que já estavam montadas, José Sá garantiu que até quinta-feira, às 14.30 horas, tudo estaria preparado para receber animais, criadores, individualidades e todos os visitantes. “Esperamos que as condições atmosféricas nos ajudem, porque só assim conseguimos que a Feira seja bem sucedida”, acrescentou o autarca de S. Martinho de Bougado.

“Sente-se já um nervoso miudinho”, mas a adesão dos expositores ao certame “está ser agradável” e está já confirmada a presença de cerca de 200 empresas naquela que é considerada a maior feira do sector agro-pecuário da zona Norte.

Mas para o autarca o que engrandece a Feira é o número de visitantes: “Se as pessoas aderirem não preciso que aconteça melhor, mas pelo menos que seja como a do ano passado que foi visitada por cerca de 150 mil pessoas”.

Quanto ao programa “terá todos os dias pontos altos”, frisou José Sá, no entanto há um dia especial: “O momento mais alto, para mim, é sábado com a visita do Senhor Ministro da Agricultura (António Serrano) e os membros do Governo e não sabemos ainda se vamos contar com a presença do primeiro-ministro, ainda não está confirmada, mas foi convidado”.

O programa já está definido, apresentando um conjunto variado de actividades que justificarão a afluência de milhares de pessoas ao certame.

A abertura da Feira Anual, com a presença de várias entidades oficiais, está marcada para as 14.30 horas. Segue-se o Campeonato Regional do Norte de Equitação de Trabalho – Prova de Ensino e à noite as Cavalhadas e o espectáculo “Juventude Musical Pedro Carvalho”.

Na sexta-feira, dia dedicado às crianças do concelho, começa às 10 horas o Campeonato Regional do Norte de Equitação, seguido do 2º Concurso de Preparadores e Manejadores da Raça Holstein Frísia e de vários colóquios. À noite, depois da apresentação dos Garranos e das Coudelarias, às 22.30 horas tem início a Monumental Garraiada.

No sábado, como já é tradição, realiza-se o Concurso de Modelos e Andamentos e os Concursos das Raças Minhota, Arouquesa e Holstein Frísia. Nesse dia, os visitantes da Feira Anual podem ainda assistir ao Festival de Folclore, ao Campeonato de Horseball e ao Desfile e à Gala da Confraria.

No último dia, a Feira Anual da Trofa vai contar também com o tradicional Horse-Paper e o Derby de Atrelagem, com o 8º Concurso da Raça Holstein Frísia (Animais adultos), o Concurso Pecuário da Raça Barrosã. Paralelamente, não irão faltar vários momentos musicais, com a Banda de Música da Trofa. À Feira voltará também a Chega de Bois.

 

Estudámos as melhores acessibilidades à Feira”

Para receber todas essas pessoas estão já a ser preparadas as acessibilidades ao recinto, mas José Sá pede “a compreensão de todos”. “Vamos fazer diversas alterações aos sentidos de trânsito, regularizando o trânsito com sentidos únicos e sinalizando da melhor forma. Mas em conjunto com a GNR, a Polícia Municipal e a Câmara Municipal estudámos as melhores acessibilidades à Feira”, explicou.

Desta forma, o acesso principal ao recinto da Feira será realizado pela Rua do Padrão. Na Rua do Agricultor e na Rua Cónegos Landim, em S. Martinho de Bougado, o trânsito será desviado, num único sentido, em direcção a Santiago de Bougado.

Já na Rua Joaquim Pereira Serra o trânsito será proibido a veículos pesados de mercadorias e os pesados, destinados ao recinto da Feira para questões de logística, que circularem no centro do Catulo em direcção à EN 104, Trofa-Vila do Conde, deverão seguir pela Rua António Feliciano Castilho, onde os estacionamentos também serão condicionados.

Por sua vez, na Rua Jornal da Trofa, em S. Martinho de Bougado, a circulação será feita em sentido único para escoar o trânsito junto ao recinto da Feira, enquanto junto à Quinta do Zé Emílio o trânsito será interrompido.

De acordo com a GNR da Trofa, estarão no recinto da Feira, ao longo dos quatro dias, 100 militares a controlar o trânsito e a garantir a segurança de todos aqueles que se deslocarem para visitar a Feira agro-pecuária.

Para além da Polícia Municipal para o reforço policial, estão ainda destacados militares da Guarda à civil e militares do Destacamento de Intervenção da GNR do Porto, entre as 9 e as 24 horas, de sexta a domingo.

Leite será enviado para a Madeira

A quantidade de leite que será produzida durante a Feira Anual da Trofa reverterá a favor das vítimas da tragédia na Madeira, onde no passado dia 20 de Fevereiro chuvas torrenciais provocaram a morte de quatro dezenas de pessoas.