quant
Fique ligado

Edição 462

Feira Anual da Trofa é “muito importante para todo o setor agrícola”

Publicado

em

 

A organização da Feira Anual da Trofa conta com a colaboração da Cooperativa dos Agricultores de Santo Tirso e Trofa e da Confraria do Cavalo.

Há “12 anos” que a Cooperativa dos Agricultores de Santo Tirso e Trofa colabora na Feira Anual da Trofa, com a organização do Concurso da Raça Holstein Frísia. O presidente da Cooperativa, Vítor Maia, referiu que o certame é “muito importante” não só para “a Trofa e para a região”, como também “para todo o setor agrícola”, servindo de “ponto de encontro” entre os participantes.

Em termos económicos, na Trofa a atividade que tem “mais valor” é a “produção do leite”, uma vez que representa “à volta de seis milhões de euros de faturação no concelho”, criando “muitos postos de trabalho, diretos e indiretos”, tendo “um peso muito significativo na região Norte”.

O presidente evidenciou que a Feira Anual tem tido “um crescimento gradual e sustentado”, sendo “nos dias de hoje um dos melhores certames do País”. O certame recebe visitantes “de todo o país e dos Açores”, uma vez que é “um marco em termos de um certame agrícola nacional”. Vítor Maia espera que esta edição seja “um sucesso como tem sido nos outros anos” e que no Concurso “o que tiver os melhores animais seja o grande vencedor”.

O presidente salientou a importância do Concurso Holstein Frísia, por ser “uma mostra de como os agricultores tratam bem os seus animais” e de o consumidor “poder assistir às ordenhas”.

Na sexta-feira há o 6º Concurso de Preparadores e Manejadores da Raça Holstein Frísica (10.30 horas) e o Concurso Pecuário da Raça Arouquesa (14 horas). O dia seguinte fica marcado pelo Concurso Pecuário da Raça Minhota (9.30 horas) e o 12º Concurso Raça Holstein Frísia – Animais jovens (14 horas). Já no domingo, há o 12º Concurso Raça Holstein Frísia – Animais adultos (9.30 horas) e o Concurso Pecuário da Raça Barrosã (14.30 horas).

Já começa a ser uma feira de referência” na vertente equina

Publicidade

A vertente equina da Feira Anual da Trofa é organizada pela Confraria do Cavalo. Este ano, a chanceler, Joana Matos, denotou que esta edição será “novamente completa”, em que o picadeiro vai estar preenchido “desde sexta-feira a domingo ao fim da tarde”.

Na sexta-feira, pelas 17 horas, tem início o Campeonato Regional do Norte de Equitação de Trabalho com a prova de ensino e pelas 22.30 horas a garraiada. Já no sábado, há o Concurso de Modelo e Andamentos, Horse Ball (19 horas), Desfile da Confraria do Cavalo (21.30 horas), seguido da Gala da Confraria e das Cavalhadas. O último dia conta com uma prova de Atrelagem, Horse Paper, Campeonato Regional do Norte de Equitação de Trabalho com as provas de maneabilidade e velocidade, Hora dos Campeões do Concurso de Modelo e Andamentos, terminando com o Horse Ball.

Pelas inscrições, Joana Matos prevê a participação de “cerca de 300 cavalos”, o que será “o número ideal para uma feira com estas características”, de forma a “não haver acidentes e a não haver sobrecarga de número de animais na manga e no picadeiro”. A nível de provas, “as únicas” que poderiam “crescer são as provas lúdicas”, que são o Horse Paper e as Cavalhadas”. No Campeonato Regional do Norte de Equitação de Trabalho, a chanceler teve que “limitar o número de inscrições, para ser possível ser realizado na Trofa”, assim como o Concurso de Modelo e Andamentos que já “está no limite”.

Na vertente equina, Joana Matos sublinhou que a Feira Anual “já começa a ser uma feira de referência”, principalmente pelo Concurso de Modelo e Andamentos, onde participam “criadores de todo o país”, que pretendem “demonstrar o seu produto na primeira feira de 2014, tentando arrecadar prémios e valorizá-lo para o resto das feiras que virão ao longo do ano”.

Tal como nos “últimos dois anos”, este ano também se espera “bons exemplares”, estando já confirmadas a presença de “coudelarias de referência”, como “a Coudelaria Santa Margarida e as coudelarias do Norte, nomeadamente os da Trofa”.

Continuar a ler...
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 462

Abertas candidaturas ao Prémio Bial

Publicado

em

Por

 

Prémio monetário, no valor de “340 mil euros”, assinala 30º aniversário da Fundação Bial. Candidaturas abertas até ao dia 31 de outubro.

“Premiar a investigação médica” é um dos principais objetivos do Prémio Bial, que pode ascender aos “340 mil euros”, sendo já considerado como “um dos maiores galardões internacionais na área da saúde”.

A 16ª edição do Prémio Bial, que este ano assinala 30 anos desde a sua primeira edição, ascende a “340 mil euros”, contemplando “a investigação básica e a pesquisa clínica através de duas modalidades: o ‘Grande Prémio Bial de Medicina’ e o ‘Prémio Bial de Medicina Clínica’”.

Luís Portela, presidente da Fundação Bial, relembra que este prémio nasceu para “incentivar a investigação médica e promover a sua divulgação, primeiro em Portugal e, posteriormente, a nível internacional, acompanhando ao longo da sua história a evolução e as tendências da Saúde e da Medicina”. Luís Portela orgulha-se de “promover um dos maiores galardões na área da saúde, capaz de atrair médicos e investigadores de diversos países e de premiar profissionais de referência mundial nas suas áreas de investigação”.

No valor de 200 mil euros, o Grande Prémio Bial de Medicina distingue “trabalhos de índole médica de grande qualidade e relevância científica”. Já o Prémio Bial de Medicina Clínica, no valor de cem mil euros, premeia “um tema livre dirigido à prática clínica”. No regulamento deste concurso está também contemplada a possibilidade de atribuição de menções honrosas, “até quatro trabalhos concorrentes, no valor de dez mil euros cada”. Para além do valor monetário, o Prémio Bial 2014 contempla uma edição exclusiva, com “uma tiragem entre cinco e 15 mil exemplares”, do trabalho vencedor do Prémio Bial de Medicina Clínica e de algumas das obras galardoadas, para divulgação e distribuição gratuita junto dos profissionais de saúde.

Instituído em 1984, o Prémio Bial é atribuído de dois em dois anos e já mobilizou “1315 investigadores, médicos e cientistas, autores de 580 obras candidatas”. Nas 15 edições realizadas, distinguiu “231 autores (91 obras premiadas)” e foram editadas e distribuídas gratuitamente pela classe médica e científica “mais de 30 obras premiadas, num total de mais de 300 mil exemplares”.

Criada em 1994 pelos Laboratórios Bial em conjunto com o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, a Fundação Bial é uma instituição “sem fins lucrativos”, que tem como missão “a promoção do estudo do Homem, distinguindo-se pelo seu papel incentivador da investigação médica e científica a nível internacional”.  

Publicidade
Continuar a ler...

Edição 462

ADRC Finzes promove Caminhada no Dia da Mulher

Publicado

em

Por

Para assinalar o Dia Internacional da Mulher, a Associação Desportiva Recreativa Cultural de Finzes vai promover uma caminhada no dia 9 de março.

A concentração está marcada para as 9 horas, junto à Academia Municipal da Trofa (Aquaplace) e o percurso terá um grau de dificuldade média/baixa. No fim, haverá uma aula de relaxamento.

É obrigatório o uso de sapatilhas.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas nos locais de divulgação ou através do contacto telefónico 911 025 393. 

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também