O Porto, com Nuno, Adriano, Tarik Sektioui Kazmierckzac, Lino, João Paulo e Stepanov, não conseguiu importunar a formação trofense, que se mostrou sempre superior. Edu Souza marcou o golo da vitória da formação da Trofa.

Em confronto de líderes venceu aquele que está à frente na Liga Vitalis. O Trofense bateu o Futebol Clube do Porto, por uma bola a zero, no primeiro jogo do campeonato de primavera da Liga Intercalar. A equipa de António Conceição, com três titulares do jogo com o Vizela no onze inicial foi superior ao campeão nacional na primeira parte, onde conseguiu chegar à vantagem,à passagem da meia hora, com um tento de Edu Souza, que concluiu da melhor maneira uma jogada de contra-ataque.

O Porto, com Nuno, Adriano, Tarik Sektioui Kazmierckzac, Lino, João Paulo e Stepanov, não conseguiu importunar a formação trofense, que se mostrou sempre superior. Adriano nunca foi assistido com qualidade e só conseguiu concluir uma jogada na etapa complementar, mas o cabeceamento saiu ao lado.

Já Tarik, regressado do Gana, depois de representar a selecção de Marrocos, também nunca foi incisivo no ataque azul e branco e foi substituído no intervalo, pelo júnior Marco Aurélio.

Kazeem foi um dos protagonistas das melhores jogadas do Trofense, ao obrigar Nuno a duas defesas complicadas.

Na segunda parte, o Trofense limitou-se a defender o resultado, que lhe dá os três pontos na segunda fase desta competição.

Nos restantes jogos, o Leixões, já apurado para as meias-finais, venceu em casa o Boavista, por 3-0. O Guimarães bateu o Braga por duas bolas a zero, enquanto que o Gondomar ganhou em casa o Varzim, por 3-1.

 

"Trofense conseguiu contrariar favoritismo do Porto"

Para João Pinto, técnico dos dragões, este "foi mais um jogo em que o Porto não conseguiu o resultado que queria. Encontramos pela frente uma equipa que, principalmente na primeira parte, contrariou o favoritismo do Porto. Na segunda parte a equipa tentou equilibrar e chegar à vantagem, mas não foi possível. Ganhou a equipa que foi mais feliz na obtenção do golo", concluiu.

 

"Mais um dia de trabalho positivo"

Com o mesmo discurso que adoptou nesta competição, António Conceição, fez um balanço positivo de "mais um dia de trabalho", onde foi aproveitado para "avaliar alguns elementos que ao domingo não jogam com regularidade e pôr a jogar os que chegaram há pouco tempo ao clube e precisam de ritmo competitivo".

Toni voltou a defender a importância da Liga Intercalar e incumbiu aos treinadores a responsabilidade de "apelar aos atletas que todos os dias de trabalho são dias para serem levados a sério e a nossa profissão exige rigor e disciplina".

 

Jogo: Estádio Clube Desportivo Trofense

CD Trofense: Marco, Maia, Milton do Ó, Gora Tall, Nuno Pinto, Kazeem, Zamorano, Amândio (Ribeiro 71'), Theo, Moukouri (João Ruben 77') e Reguila (Edu Souza 13')

Treinador: António Conceição

FC Porto: Nuno, Stephane (André Pinto 67'), Stepanov, João Paulo, Lino, Tengarrinha (Miguel Ruben 77'), Rabiola, Castro, Adriano (Alexi 82'), Tarik (45') e Kaz

Treinador: João Pinto

Árbitro: Bruno Rodrigues, auxiliado por Paulo Silva, Bruno Ribeiro e Roberto Marques

Cartões Amarelos: Nuno Pinto (37'), Rabiola (43') e André Pinto (90'+4')

Marcador: Edu Souza (25')

Resultado ao intervalo: 1-0

Resultado final: 1-0