Partiram ontem, terça-feira, dos Paços do Concelho de Vila Nova de Famalicão os quatro ciclistas famalicenses que vão de bicicleta até Roma, onde chegarão no próximo dia 1 de Maio. No dia 2, o grupo será recebido no Vaticano, pelo Papa Bento XVI.

Ao todo são 2500 quilómetros para serem percorridos em 14 dias, numa média de 180 Km por dia, significando na prática 8 a 10 horas diárias a pedalar.

Armindo Costa esteve presente na hora da partidaA iniciativa é promovida através da Engenho – Associação de Desenvolvimento Local do Vale do Este e conta com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão, que atribuiu um subsídio de mil euros à instituição. O grupo do qual faz parte o presidente da Engenho, padre José Carlos Veloso, já participou anteriormente em diversas viagens de bicicleta até santuários de devoção popular, como Santiago de Compostela, Fátima, Senhora da Graça, entre muitos outros destinos.

De acordo com o padre José Carlos Veloso, o principal objectivo desta iniciativa "é promover a prática desportiva e o ciclismo, fomentando o espírito de grupo e a superação pessoal". Além disso, tendo em conta que o Papa não vem a Fátima, como estava inicialmente previsto, este grupo pretende ir visitar o Papa "já que ele não vem cá a Fátima, vamos nós lá ao Vaticano visitá-lo", salientou o presidente da Engenho. Para o responsável, "esta viagem é a mais longa que já realizamos. Não sabemos muito bem o impacto que terá em nós a nível físico e psicológico, mas queremos superar todos os obstáculos que surgirem. Será também um teste a nível pessoal: saber até onde resistimos e avançamos sem desanimar".

O grupo irá sair de Famalicão em direcção a Chaves; Verim (Espanha); Benavente; Burgos; Vitoria, Beazim; Irun; Hendaye (França); Bayona; Auch; Toulouse; Carcassonne; Narbone; Bézier; Montepellier; Arles; Aix-en-Provence; St. Rafael; Cannes; Mónaco; Menton; Ventimiglia (Itália); Imperia; Génova; La Specia; Pisa; Livorno; Castagneto Carduci; Civitavecchia e Roma (Vaticano). O grupo de quatro ciclistas é acompanhado por uma auto caravana de apoio, onde poderão descansar e onde haverá um massagista que ajudará a minimizar os efeitos do cansaço muscular