Select Page

Face à demagogia dos nossos autarcas…

Face à demagogia dos nossos autarcas…

…denunciar os responsáveis pelo encerramento da Escola de Cidai

Na última edição deste jornal era dado destaque ao encerramento da Escola de Cidai. Quem leu a notícia pode ter ficado com a ideia que a escola foi encerrada contra a vontade da Câmara (PS) e contra a vontade da Junta (PSD), mas não. Nem a Câmara, nem a Junta, nem os seus presidentes, nem o PS, nem o PSD… e nem o CDS estão contra o encerramento da Escola de Cidai!

Eu passo a explicar melhor. Em novembro de 2006, numa reunião extraordinária da Assembleia Municipal da Trofa, foi discutida e votada a Carta Educativa da Trofa. Esse documento previa o encerramento desta escola. Na altura de votar, apenas a CDU esteve contra! O próprio presidente da Junta de Santiago de Bougado votou favoravelmente este documento. Tal pode ser verificado na minuta da ata dessa reunião disponível para consulta em http://www.mun-trofa.pt/filecontrol/site/Doc/Carta_Educativa_%20global.pdf

Ao quererem centrar a discussão na existência de um aviso prévio, os autarcas do concelho estão a desviar a discussão do mais importante, querem passar por cima das suas próprias responsabilidades neste desfecho.

Além da denúncia da “demagogia barata” da presidente da Câmara e do presidente da Junta, há ainda duas outras questões que me merecem comentário.

A primeira questão prende-se com as consequências do sucessivo encerramento de serviços públicos (escolas, centros de saúde, maternidades, serviços de urgência, repartições de finanças…). Esta “política do encerramento”, que tem sido executada pelos governos do PS e pelos governos do PSD/CDS, tem maiores consequências junto das famílias mais carenciadas, que têm menos recursos para se deslocar ou para aceder ao setor privado. É uma expressão da injustiça social desta política.

O outro comentário que quero fazer a propósito deste assunto é sobre a “falta de memória” e o tratamento dado a matérias de grande relevo. É estranho que se faça uma notícia sobre este assunto, com chamada de primeira página, sem qualquer trabalho de pesquisa em relação ao que o próprio jornal já escreveu sobre do assunto.

Como é possível dar uma notícia destas sem dizer que nem Joana Lima, nem António Azevedo contrariaram esta decisão quando ela foi programada há cinco anos atrás?

Só para avivar memórias, na edição de 23 de novembro de 2006 deste Jornal, eu escrevi que “Do documento que a Câmara levou à discussão há alguns aspetos que me parecem do maior relevo e que merecem ser do conhecimento de todos os trofenses, nomeadamente:

encerramento de escolas no concelho. Está previsto o encerramento de duas escolas em Santiago de Bougado: a escola da Lagoa e a escola de Cidai.

Se no caso da Lagoa, os alunos poderão ser acolhidos na futura escola integrada que se prevê construir naquele lugar, já as crianças de Cidai passarão a ter que percorrer dois ou três quilómetros até à futura escola.

Acresce a isto o facto de a Câmara ter gasto recentemente dinheiro em obras nas escolas que agora propõe fechar!

Mais palavras para quê?

NOVAMENTE O METRO

Ontem (14 de setembro) foi discutido um Projeto de resolução do PCP que soluciona o problema do financiamento do Metro para a Trofa, provando que só falta vontade política para resolver o problema.

A petição lançada na Internet pelo Sr Henrique Cayolla já está próxima das 8000 assinaturas, duplicando o mínimo necessário para que seja discutida na Assembleia da República, mas ainda pode e deve ser assinada. Esta é a expressão da vontade popular e o exemplo de um trabalho notável de alguém que não se resigna.

 

Jaime Toga

http://jaimetoga.blogspot.com

{fcomment}

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização