O Bougadense venceu o Tirsense por 4-0 em dia de apresentação da equipa sénior, no Parque de Jogos da Ribeira. Treinador e presidente esperam “campeonato tranquilo” e acreditam no valor do grupo.

Foi com quatro golos que o Atlético Clube Bougadense brindou os sócios e simpatizantes que marcaram presença na apresentação da equipa sénior, no sábado, 10 de setembro.

O Tirsense, da 2ª Divisão nacional, era forte, mas mesmo assim não travou a motivação da nova equipa, que vai assaltar os primeiros lugares da série 1 da 1ª Divisão da Associação de Futebol do Porto. E fez questão de demonstrar essa vontade com a goleada por 4-0 à equipa de Santo Tirso. Ricardinho, Zé Paulo (dois) e Luís Teixeira marcaram os golos da vitória “gorda” do Bougadense e que contribuíram para um bom espetáculo de início de época.

Este, na opinião dos bougadenses, bem podia ser o resultado da primeira jornada com o Folgosa, que se disputa já no domingo. No que respeita ao campeonato, as expectativas passam por “fazer um campeonato tranquilo”, diz o treinador Luciano Simões, que cumpre a segunda época ao serviço do Bougadense. Este pensamento é partilhado pelo presidente do clube, Adalberto Maia, que em dia de apresentação da equipa não descurou a palavra “manutenção”. “Vamos lutar pela melhor classificação possível e fazer bons jogos de futebol para chamar o povo ao Parque de Jogos da Ribeira. Tenho acompanhado os treinos e gosto muito da equipa”, frisou.

O plantel sofreu bastantes modificações, mas está “equilibrado” e “dá garantias para fazer uma boa temporada”, assegura Luciano Simões. No entanto, os resultados só serão visíveis no decorrer do campeonato: “Só aí poderemos verificar se é um plantel melhor do que o do ano passado. Entraram muitos jogadores, que têm dado mostras do seu valor nos treinos, mas no campeonato os jogos são completamente diferentes: valem pontos”.

Já o presidente do emblema de Santiago de Bougado está convicto de que a equipa vai corresponder às expectativas. Mas nem só da equipa sénior vive o Bougadense. As camadas jovens estão a ser “muito bem preparadas” e há novidades relativamente à época transata: “Desde que optamos por treinadores mais credenciados e mais competentes tem-se vindo a desenvolver um trabalho muito razoável. Mantemos os mesmos escalões do ano passado, mas há dois que, face à elevada procura, terão duas equipas, que são os iniciados e infantis”.

Adalberto Maia garante que a rescisão do protocolo com a escola de futebol Geração Benfica não prejudicou o clube nem o departamento de formação. “Bem pelo contrário. Sem esse protocolo melhoramos em todos os aspetos, como na organização e em termos financeiros”, asseverou.

E por falar em finanças, a saúde do Bougadense nesse capítulo “está boa”, garante o presidente. “Os momentos mais complicados já passaram, mas como sempre o clube continua a precisar, incondicionalmente, do apoio dos sócios para se manter vivo. Contamos que a próxima época seja ainda melhor para, quem sabe, fazermos uma aposta na subida de divisão, só com atletas formados no Bougadense e Trofense”, frisou.

{fcomment}