Para todos os gostos, tamanhos e feitios, a variedade foi grande. Canários de cor, psi-tacídeos, exóticos, fauna euro-peia, entre outras espécies. Foram cerca de 2200 as aves presentes na 5ª Expo Aves Regional Portas do Minho 2014.

Promovida pelos clubes orni-tológicos de Famalicão e Trofa, entre os dias 22 e 30 de novembro, esta é uma iniciativa que se realiza há cinco anos, “sempre por esta altura”, com o objetivo de dar a conhecer aos amantes de aves, o mundo da ornitologia.
Com aves oriundas de todo o mundo, este ano, a exposição que decorreu no Lago Discount, em Ribeirão, contou com mais 300 aves que o ano passado.
Bernardino Leal, presidente do Clube Ornitológico da Trofa, admite que este é um evento que começa a ser conhecido fora de portas. “No início isto era uma exposição, atualmente já está a passar as fronteiras da região”, referiu. Já o presidente do Clube Ornitológico de Famalicão, José Caldeira, salientou que esta é uma iniciativa de “associativismo puro”, concretizado por “amor” aos pássaros. “Se tivermos mais apoio na divulgação e noutro tipo de ajuda penso que podemos fazer o dobro ou o triplo que fazemos aqui”, denotou.
Aberto ao público apenas entre os dias 28 e 30 de novembro, o programa contou com a atribuição de prémios aos expositores mais premiados em canários de cor, canários de portes, psitacídeos, exóticos e Pré-mio Especial Portas do Minho 2014. Neste último, e como campeão absoluto, destaque para o criador Pedro Cruz, com um total de 459 pontos, que obteve a melhor média de cinco aves.