quant
Fique ligado

Noticias

“Evidente” que são necessárias mais medidas, mas não tão restritivas como no passado

Publicado

em

A ministra de Estado e da Presidência disse hoje que o agravamento do número de casos diários de covid-19 deixa “evidente” que será necessário tomar mais medidas, ainda que não preveja restrições ao nível das adotadas no passado.

Mariana Vieira da Silva adiantou que as medidas só serão decididas após a reunião com os especialistas, prevista para sexta-feira.

Questionada pelos jornalistas à margem do 1.º Fórum Portugal Contra a Violência, que decorre hoje e quinta-feira na reitoria da Universidade Nova de Lisboa, a ministra não se quis comprometer com medidas concretas a ser adotadas para fazer face crescimento de casos de covid-19 nem com restrições que possam vir a estar em vigor no período das festas de Natal e Ano Novo.

“Estão em cima da mesa as medidas que forem consideradas necessárias para não deixarmos crescer o número de casos. Face ao número de casos temos hoje menos internamentos, menos mortos do que no passado tivemos com estes números. É preciso agora saber que medidas são necessárias. Não prevemos medidas com um nível e com a gravidade que já foram tomadas no passado, porque a população está mais protegida, mas não deixaremos de tomar as medidas necessárias”, disse a ministra.

Sobre as afirmações do Presidente da República, que considerou “evidente” a necessidade de regressar ao uso obrigatório de máscara na rua como medida de proteção, Mariana Vieira da Silva referiu que o que ouviu Marcelo Rebelo de Sousa afirmar foi a necessidade de esperar pela opinião dos especialistas.

“Parece evidente que perante o agravamento do número de casos temos que tomar mais medidas. Quais são é preciso ouvir os especialistas. Esse é um grande ganho que tivemos neste processo, que fez também os portugueses vacinarem-se de forma massiva, ao contrário do que aconteceu noutros países, o que nos coloca numa situação de maior proteção. Agora vamos ouvir os peritos face a esta situação que medidas têm que ser tomadas e tomaremos as medidas”, disse.

O Governo agendou para sexta-feira uma nova reunião no Infarmed, da qual espera recolher informação para que o Conselho de Ministros possa decidir que medidas devem ser adotadas, mas fá-lo-á “no seu tempo” e ouvindo também os partidos políticos, sublinhou Mariana Vieira da Silva.

Publicidade

“Nós vivemos numa situação em que é importante que exista um compromisso nacional alargado para estas medidas e é nisso que estamos a trabalhar. Teremos tempo para falar sobre as medidas. Agora é tempo de trabalhar, com os especialistas primeiro, com os partidos políticos depois, para tomar as medidas necessárias. Aquilo que o Governo garante, como garantiu sempre, é que nunca deixará de tomar as medidas que sejam consideradas necessárias”, disse.

O primeiro-ministro, António Costa, convocou para sexta-feira uma reunião sobre a evolução da situação epidemiológica da covid-19 em Portugal, juntando especialistas e políticos no Infarmed, em Lisboa.

A reunião está prevista para as 15:00, tendo a participação pela parte política do chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, do presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, e de representantes dos partidos com representação parlamentar.

A última reunião no Infarmed, em Lisboa, realizou-se no passado dia 16 de setembro, numa conjuntura em que Portugal registava progressos acentuados na evolução da taxa de vacinação, uma redução da incidência e do índice de transmissão (Rt) da covid-19.

A reunião desta sexta-feira realiza-se numa altura em que está em marcha o processo de vacinação dos maiores de 65 anos e de profissionais de saúde com uma terceira dose da vacina contra a covid-19.

Ao contrário da tendência de setembro, esta reunião vai acontecer numa altura em que Portugal regista um crescimento tanto da incidência da doença, como do indicador de transmissão.

Publicidade
Continuar a ler...
Publicidade

Edição 768

Equipa sub-13 do CD Trofense campeã da 1.ª Divisão Distrital

Foi com uma goleada à Escola Geração Benfica de Matosinhos por 0-5 que se consagraram os campeões da 1.ª Divisão de Sub-13 em Futebol de 9, na Associação de Futebol do Porto (AFP).

Publicado

em

Por

Foi com uma goleada à Escola Geração Benfica de Matosinhos por 0-5 que se consagraram os campeões da 1.ª Divisão de Sub-13 em Futebol de 9, na Associação de Futebol do Porto (AFP). O Clube Desportivo Trofense traçou uma caminhada muito competente, com 16 vitórias consecutivas – 17 no total – em 18 jornadas, somando 60 golos marcados e oito sofridos.
Orientados pelo jovem treinador de 21 anos Francisco Mamede, os jogadores da Trofa terminam a época no 1.º lugar do terceiro escalão de sub-13 da AFP, para onde foram qualificadas as equipas que se classificaram em 6.º e 7.º lugar (e nalguns casos 8.º) nas quatro séries da primeira fase do campeonato.
“Primeiro título da minha vida. Que orgulho destes miúdos. Foi uma longa caminhada, que serviu para muita aprendizagem e, principalmente, para muitas conquistas. Somos a melhor defesa, o melhor ataque, graças a este talento e dedicação que eles colocam em cada jogo”, sublinhou o treinador, quando ficou garantido o título a duas jornadas do fim.

Continuar a ler...

Edição 768

Benjamins A do Bougadense vencem série da Divisão de Elite

Com 13 vitórias em 14 jogos, a equipa de benjamins A do Atlético Clube Bougadense sagrou-se campeã da Divisão de Elite (série 2) de futebol de 7 da Associação de Futebol do Porto.

Publicado

em

Por

Com 13 vitórias em 14 jogos, a equipa de benjamins A do Atlético Clube Bougadense sagrou-se campeã da Divisão de Elite (série 2) de futebol de 7 da Associação de Futebol do Porto.
A formação de Santiago de Bougado teve uma época muito positiva, começando com um pleno de vitórias na primeira fase do campeonato e, depois, com mais um percurso quase imaculado, conseguindo superar-se ao FC Porto, que acabou no 2.º lugar, a dois pontos.
No último jogo do campeonato, os atletas bougadenses venceram o AC Alfenense por 4-1, terminando esta competição com 73 golos marcados e 21 sofridos.
“É um marco importante para o clube e vem reforçar todo o trabalho realizado desde o início da presente época. Muitos parabéns meninos, mas ainda há mais para lutar”, escreveu o clube, numa mensagem aos jogadores.

Continuar a ler...
EuroRegião Talks

Inscrições EuroRegião Talks

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também