A selecção portuguesa perdeu hoje a final do quarto Torneio Europeu de futsal para padres – denominado Champions Clerum -, ao ser derrotada (2-0) pela Polónia, que se sagrou campeã europeia pela segunda vez consecutiva.

Perante um Pavilhão Municipal de Famalicão praticamente lotado, a selecção nacional acusou o nervosismo de uma final jogada em casa e, logo no primeiro lance do encontro, ficou em desvantagem no marcador.

Os padres portugueses nunca baixaram os braços e dispuseram de várias oportunidades para empatar a partida, duas delas através de duas grandes penalidades consecutivas, a motivar a ira dos sacerdotes polacos, que ameaçaram sair de campo.

Acabaram por reconsiderar, até porque o guarda-redes defendeu os dois castigos máximos, tendo a partida prosseguido com mais um golo polaco. Um balde de água fria para as aspirações lusas, que tiveram que se contentar com um honroso segundo lugar.

No final do encontro tempo para um espectáculo de danças de salão, onde até o guarda-redes português, padre André, deu um pezinho de dança.

“Mais do que vitórias é este convívio e esta alegria que é mais importante. Mesmo tendo ficado em segundo lugar a hora é para festejar”, concluiu.

Portugal participou pela terceira vez na competição, depois de dois quartos lugares na Croácia e Bósnia Herzegovina.

A selecção é composta pelos seguintes elementos, com respectivas dioceses: Custódio Branco (Viana do Castelo), André Ferreira (Porto), Marco Paulo Gil (Braga), Victor Pinheiro (Braga), Domingos ‘Machadinho’ (Braga), Marcelo Correia (Braga), Cláudio (V. Castelo), José Cunha (V. Castelo), António Areias (Vila Real), Iolando Pereira (Vila Real), Hermínio (Porto) e Manuel Fernando (Porto).

 

Classificação final:   1. Polónia   2. Portugal   3. Croácia   4. Bósnia   5. Espanha   6. Itália   7. Eslováquia   8. Áustria   9. Hungria  10. Eslovénia