Autarquia já promoveu a primeira caminhada dos Percursos Pedestres de 2011. Todos os meses, a população é convidada a conhecer o património natural e edificado do concelho.

Uma caminhada por mês é o desafio lançado à população pela autarquia com o lançamento dos Percursos Pedestres para 2011. “Eu caminho e tu, vens?” foi o nome escolhido para este programa desenvolvido pela Divisão do Desporto e Juventude, com o apoio do Programa Nacional de Marcha e Corrida, do Clube de Campismo da Trofa e dos Agrupamentos de Escuteiros de Alvarelhos, São Romão do Coronado, S. Martinho e Santiago de Bougado.

A primeira caminhada, a Rota das Alminhas, já se realizou no dia 10 de abril, domingo. Segue-se a Rota dos Romeiros, com um percurso médio, que se realiza em Fafe, no dia 22 de maio, pelas 9 horas.

Para o mês de junho está agendada uma caminhada à descoberta de Capelas e Igrejas, na freguesia de Alvarelhos, no dia 26, às 9 horas.

As caminhadas chegam a S. Martinho de Bougado a 23 de julho, com a 3ª Rota das Estrelas. A concentração está marcada no Parque Nossa Senhora das Dores, pelas 21 horas.

No dia 18 de setembro, pelas 9 horas, realiza-se a caminhada Rota do Castro de Alvarelhos, com um percurso médio/fácil e concentração no Parque de Avioso.

Em outubro, o Parque Dr. Lima Carneiro acolhe a concentração para a caminhada Rota das Alminhas de S. Martinho, no dia 16, às 9 horas.

S. Romão do Coronado recebe a Rota das Terras Férteis em Perigo, com início na Capela de S. Bartolomeu, no dia 13 de novembro, pelas 9 horas.

Os Percursos Pedestres 2011 chegam ao fim no dia 4 de dezembro, com a Caminhada de Encerramento, às 9 horas, na Igreja do Muro.

Com esta iniciativa, a Câmara Municipal da Trofa pretende “além da aposta na promoção do desporto, da saúde e do bem-estar, dar a conhecer o concelho e o património natural e edificado nas várias freguesias”.

 

95 pessoas caminharam na Rota das Alminhas

A primeira caminhada foi a Rota das Alminhas, na qual os 95 participantes percorreram oito quilómetros num percurso com um grau de dificuldade médio/fácil.

Esta caminhada privilegiou o aspeto cultural, com referências ao património religioso. A iniciativa contou com o apoio do Agrupamento de Escuteiros de Santiago de Bougado.