Alunos da Creche Lar Padre Joaquim Ribeiro, em S. Martinho de Bougado festejaram final do ano lectivo 2009/2010. Espaço reabre a 1 de Setembro.

As estrelinhas da Creche do Lar Padre Joaquim Ribeiro subiram ao palco e iluminaram a plateia composta pelos pais que se concentraram na fila da frente para tirar fotografias e filmar a festa de final de ano protagonizada pelos mais pequenos, na sexta-feira.

A “Luz pequenina” foi trazida pelos alunos do berçário, com idades entre os zero e os 12 meses e da sala azul com meninos e meninas com idades entre os 12 e os 24 meses. Depois todos entraram no “Mundo dos pinguins” com os meninos e meninas da sala amarela, com idades entre os 24 e os 36 meses, que se vestiram a rigor para interpretar esta música. Por último, foi a vez dos “Girassóis” da sala vermelha, com idades entre os 24 e os 36 meses, subirem ao palco e mostrarem a sua interpretação.

Os pais, do outro lado do palco, vibravam com as interpretações dos filhos e entoavam em conjunto as letras das músicas que os filhos ensaiaram para apresentar na Festa de final do ano lectivo 2009/2010. Este sentimento não transparecia apenas através dos pais, mas também das educadoras e auxiliares de educação que desde Novembro, altura em que a Creche abriu, acolheram estas crianças.

“É uma emoção muito grande”, confessou a Coordenadora Pedagógica da Creche Lar Padre Joaquim Ribeiro, Mariana Azevedo, que aproveitou para fazer “um balanço bastante positivo” dos primeiros oito meses de funcionamento da valência. “Vimos a nossa capacidade ficar esgotada muito rapidamente, com lotação máxima de 50 crianças. Para além disso, concretizámos todo o nosso plano anual de actividades”, adiantou.

A resposta de todos os encarregados de educação também foi muito importante: “Na última reunião de pais que tivemos, fizeram um balanço bastante positivo e satisfatório do nosso trabalho e da evolução das capacidades cognitivas das crianças”.

Para os primeiros meninos e meninas que saíram da sala vermelha e receberam as cartolas e as bengalas de finalistas, Mariana Azevedo, bem como a Creche, promete não fechar as portas: “Este não é um adeus para os meninos que terminam o seu percurso por cá, mas um até já, porque o nosso trabalho vai continuar e vamos estar sempre a par da vida deles”.

A Creche fecha neste período do mês de Agosto para férias, mas no dia 1 de Setembro, a partir das 7.30 horas, as educadoras e auxiliares de educação abrem as portas do espaço às crianças.