A escritora trofense Maria de Lurdes Monteiro apresentou duas obras na Casa da Cultura, no sábado.

“Contos da Tia Nina” e “Lágrimas” foram as obras apresentadas na Casa da Cultura, que têm a assinatura da escritora trofense Maria de Lurdes Monteiro. A autora, natural de S. Martinho de Bougado, teve a oportunidade de lançar os livros no concelho, no sábado, 7 de dezembro, e de explicar que estes “refletem um pouco do seu eu e a forma de viver a vida e de se relacionar com os outros”.

Em declarações ao NT, Maria de Lurdes Monteiro explicou que “não esperava tanta gente” na apresentação dos livros, que nasceram de uma paixão que se manifestou na adolescência. “Escrevi-a poemas em papéis e cadernos e escondia-os, com vergonha. Só mais tarde é que fui mostrando e tive vontade de os publicar”, afiançou.

Depois de muitos telefonemas para editoras, sem sucesso, a escritora viu a luz ao fundo do túnel com a recetividade do Grupo de Comunicação Novembro.

A obra “Contos da Tia Nina”, afirmou a autora, é uma coletânea de “histórias infantis”, dirigidas a “crianças muito pequenas e em idade escolar”, sendo que uma delas, pela componente de aventura, “é mais indicada para os que estão a entrar na adolescência”.

Já “Lágrimas” é um livro de poesia, com textos escritos sobre “tragédias que foram acontecendo no Mundo”.

A sessão contou com a presença do vereador da Cultura da autarquia trofense, Renato Pinto Ribeiro, que referiu que o executivo camarário “está consciente que a cultura é um fator valorativo que introduz conhecimento, credibilidade e autoestima aos cidadãos, e há que saber exponenciar e tirar partido desta realidade, para salvaguardar o nosso património, os nossos valores culturais e o nosso futuro como Concelho com uma identidade muito própria”.