A Academia de Futebol da Louseira e o Clube Slotcar da Trofa juntaram-se para desenvolver um projeto que dizem “inovador”. A escola de futebol, para atletas dos seis aos 14 anos, deixa a competição em segundo plano e privilegia a aquisição de “valores e virtudes”.

De equipamento novo, os 22 atletas entraram dentro de campo para fazer o que mais gostam: jogar futebol. Enquanto um grupo defrontou o Boavista, num encontro amigável, o outro, com atletas mais jovens limitou-se a treinar. O campo da Louseira, na Abelheira, S. Martinho de Bougado, é o palco do novo projeto da Academia da Louseira e do Clube Slotcar da Trofa.
A parceria nasceu quando as intenções das duas entidades convergiram: a nova escola de futebol – que adotou o nome do Clube Slotcar da Trofa – é um hino à filosofia do “desporto para todos” e deixa a competição para segundo plano, preferindo alicerçar-se em “valores e virtudes” que contribuam para que jovens, dos seis aos 14 anos, construam uma identidade socialmente aprovada.
Luís Cardoso, responsável pela Academia, explicou que se trata de uma “escola alternativa ao modelo tradicional, que existe para privilegiar o desenvolvimento de competências para serem jogadores”. “Neste caso, pretendemos providenciar o desporto para todos, em que um menino que não tem tantas faculdades, mas que tem uma paixão tão grande como um talentoso, tenha espaço e possa viver essa paixão”, explicou.
Os jogos que se realizarem têm uma componente “lúdica” e servem para promover o convívio dos jovens de diferentes escolas.
Mesmo assim, salvaguardou, se um jovem “desenvolver aptidões” que o destaquem no futebol, a Academia “encaminhá-lo-á para clubes que trabalhem a esse nível”.
Mas nem só de futebol se faz este projeto. Serão desenvolvidas outras atividades, como “caminhadas, visitas de estudo, campos de férias e ocupação de tempos livres”. No dia 15 de novembro, já está agendada uma palestra, na qual “uma psicóloga e um sociólogo vão dar algumas informações e transmitir conhecimentos quer aos jovens como aos pais”.
A acompanhar os jovens estão dois professores licenciados em Educação Física, que coordenam a escola. José António é um deles e, no sábado, ocupava-se do grupo mais novo, ensinando-o a desenvolver capacidades nos exercícios básicos. À TrofaTv e ao NT explicou que se trata de “um projeto inovador na Trofa” para “os miúdos que pretenderem jogar futebol e praticar atividade física, sem inserir-se em clubes que têm muitos treinos ao fim do dia”. “Através da nossa escola, os pais têm a oportunidade de deixar os seus filhos durante uma manhã junto de pessoas qualificadas, num espaço de excelente qualidade”, sustentou.
O projeto está traçado para não ultrapassar os 30 alunos, uma vez que, segundo José António, “para dar qualidade ao trabalho, a quantidade não pode ser exagerada”.
João Pedro Costa, presidente do Clube Slotcar da Trofa, afirmou que este projeto encaixa na identidade da coletividade: “Queremos ser um clube eclético, pelo que, se podermos, aproveitamos todas as oportunidades para nos conjugarmos com bons projetos e promover a dinâmica entre diferentes secções e modalidades”.
O presidente da coletividade considera que a parceria para a criação da escola de futebol “faz todo o sentido”, uma vez que “o clube está virado para os mais novos”.
“O futebol, desporto rei, acaba por ser uma modalidade em que podemos chegar ao maior número de pessoas e está inserido num projeto que esperamos diferenciador. Proliferam escolas de futebol pelo país, mas esta conta com uma dinâmica diferente, que está integrada no Clube Slotcar e permite que os jovens possam utilizar a nossa sede, em complemento com este espaço da Louseira, e desenvolver outras atividades”, evidenciou.