Se ganhar as eleições, o metro será uma realidade”

É empresário, natural de S. Martinho de Bougado, e criou o Movimento Independente pela Trofa, que nasceu “a união de vontades de um grupo de trofenses” que se “sentem mal governados”. Joaquim Azevedo explicou as propostas que sustentam a sua candidatura à Câmara da Trofa. A entrevista realizada no dia 12 de setembro às 17h, pode ser vista na íntegra na TrofaTv (www.trofa.tv).

O Notícias da Trofa (NT): Disse que ia dar uma atenção especial à ação social. De que maneira?

Joaquim Azevedo (JA): Temos que entender que há um problema grave neste momento, olhando à pobreza que existe. Antigamente, os filhos trabalhavam para os pais e hoje os avós trabalham para os filhos e para os netos. Sabemos que há muitas famílias que vivem à custa de uma pequena reforma. Como tal, irei pôr todos os mecanismos que estejam ao meu alcance para poder assistir essas pessoas.

Leia a reportagem completa na edição do jornal O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.