Joana Lima apresentou a candidatura à Câmara Municipal da Trofa no passado sábado, no Parque Nossa Senhora das Dores, rodeada de um espírito de vitória e entusiasmo contagiantes.

A escolha do Parque Nossa Senhora das Dores para a apresentação da candidatura não foi por acaso. Joana Lima sempre defendeu este símbolo da Trofa, tornou-se uma voz activa e mobilizadora na sua defesa quando a pretensão da Câmara Municipal da Trofa era teresa-fernandesurbaniza-lo e assim destruir um dos únicos espaços verdes do nosso concelho.

Pela moldura humana que se juntou no Parque da Senhora das Dores, pelas mensagens de apoio, pelas demostação de carinho e afecto, pelos testemunhos em vídeo de Mário Soares, Maria de Belém, Vera Jardim, António José Seguro, que reconhecem grandes méritos na candidata, pelos discursos de incentivo e apoio de Renato Sampaio, Paula Cristina Duarte, Ana Paula Vitorino, por cada Trofense que se fez representar, que se emocionou com o discurso de Joana Lima e pelo indiscutível amor à Trofa, é caso para dizer:

A energia para mudar está no ar!

Os Trofenses acreditam que chegou a hora da mudança, para que a Trofa entre no rumo certo em busca do sonho que se iniciou à dez anos, mas que se tem desvanecido, consequência de uma gestão camarária apática e sem estratégia, e que não tem correspondido as aspirações das gentes da Trofa.

A Trofa e os Trofenses merecem muito mais, merecem empenho, trabalho, seriedade, dedicação, estratégia e muita energia e visão do futuro.

Pois a candidata do Partido Socialista à Câmara Municipal da Trofa, compromete-se com isto e muito mais.

Compromete-se em realizar obra, projectos credíveis, promete proximidade com todos os Trofenses, e para tal aponta já alguns desafios.

A construção dos paços do concelho com carácter de urgência para que finalmente a Trofa possa ter a sua “casa”, imagem do seu emprrendedorismo e da sua luta de muitos anos.

Promover todas as diligencias para que o Plano Director Municipal se torne uma realidade muito em breve é outra pretensão assumida pela candidata.

Criar, requalificar e modernizar espaços, desenvolver e optimizar potencialidades, criar infra estruturas, apoiar empresários e o comercio tradicional, associações, jovens e idosos, incentivar a actividade económica e colocar a Trofa no lugar que merece dentro da Área Metropolitana do Porto, são mais alguns exemplos, sem nunca esquecer a área social, a educação e o ambiente.

O verde dos cartazes que encontramos pelo nosso concelho, espelham a esperança em dias mais felizes para a Trofa.

Conheço a Joana Lima há alguns anos, acredito no seu trabalho e nas suas capacidades para mudar a Trofa, reconheço que tem uma energia, uma força de vontade, uma capacidade de trabalho, uma motivação invulgar.

Mulher simples do povo, simpática, transparente e acessível a todos, que se compromete a devolver a Trofa aos Trofenses.

Mas para tal, a participação de todos é crucial, todos são precisos, todas as opiniões são validas, todos são chamados a participar e a se envolver nesta onda de energia, rumo a um concelho mais próspero, com visão e estratégia de futuro.

Como Ana Paula Vitorino referiu no seu discurso, não é a Joana Lima que merece uma oportunidade, é a Trofa que merece uma oportunidade para crescer e se desenvolver!

 

 

Teresa Fernandes