Apesar do empate registado no renovado Parque de Jogos da Ribeira, o conjunto bougadense apresentou bom futebol frente ao Arcozelo. No final da partida Renato Pontes estava muito satisfeito com o empenho da equipa.

Em dia de inauguração do relvado sintético, o Bougadense não foi para além de um nulo diante o Arcozelo, na primeira ronda da Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto.

bougadense-seniores.jpgDisciplina defensiva e algum desacerto no sector mais adiantado do terreno são algumas ilações que o técnico bougadense pôde tirar da exibição da equipa, que em alguns períodos do confronto foi superior ao adversário.

Com um quarteto defensivo bastante entrosado, com Mó e Roberto nas alas e os experientes Virgilio e Lírio no centro da defesa, o Bougadense poucas chances deu ao Arcozelo para importunar a baliza de Vila Cova. O guardião da equipa de Santiago de Bougado teve pouco trabalho durante todo o encontro, fruto do organizado sector defensivo apresentado pelo Bougadense.

No entanto, o sector ofensivo do conjunto de Renato Pontes ainda apresenta alguma falta de discernimento nos momentos de finalização.

Ricardo Sá foi um dos protagonistas da falta de eficácia da equipa, tendo criado o primeiro lance de perigo, aos cinco minutos, num remate que saiu por cima da baliza de César.

Para além do médio, também Paulinho, Serginho e Yano tiveram grandes oportunidades para inaugurar o marcador, já na etapa complementar. O angolano apresentou-se em grande forma, sendo um dos atletas-chave na ligação do sector intermédio com o ofensivo e mostrando criatividade na saída para o ataque.

Depois do descanso, Renato Pontes fez a primeira substituição, fazendo entrar Pinto para o lugar de Ricardo Costa, com o intuito de reforçar, fisicamente, o meio campo. Por seu lado, Alfredo Mendes, técnico do Arcozelo, fez entrar um médio, Joãozinho, e dois avançados, Marco e Avelino, com o objectivo de conseguir desfazer a teia defensiva do adversário. Conseguiu mais acutilância nos lances ofensivos, mas sempre sem criar perigo iminente junto da baliza de Vila Cova.

O Bougadense, apesar de não conseguir concretizar, apresentou um bom futebol, o que poderá atrair mais adeptos e simpatizantes ao Parque de Jogos da Ribeira no futuro, cumprindo assim um dos objectivos delineados para esta temporada.

Do ponto de vista disciplinar, o árbitro António Alves apenas mostrou apenas dois cartões amarelos e não teve um trabalho muito difícil, graças ao desportivismo evidenciado por ambas as equipas.

Nos minutos finais assistiu-se a um desentendimento entre alguns jogadores do Arcozelo. Para asserenar os ânimos, o técnico Alfredo Mendes acabou por substituir o atleta Dominguez.

Renato Pontes satisfeito com empenho da equipa

O técnico bougadense fez um balanço positivo do seu primeiro jogo oficial como líder da equipa. Sem considerar o resultado justo, Pontes reforçou que a equipa de Santiago de Bougado foi superior ao adversário, principalmente na segunda metade: “na primeira parte existiu um equilíbrio entre as equipas, que jogaram em contenção. Na segunda parte reajustamos a nossa equipa com uma substituição e mudanças de posição de alguns jogadores e começamos a atacar. Acabamos por sermos a equipa que mais oportunidades criou e, infelizmente, só não aconteceu o golo.

Apesar do nulo registado, o empenho dos atletas foi valorizado pelo treinador. “Pedi-lhes apenas para mostrarem aquilo que andam a treinar todos os dias. Foram dignos e sérios, pelo que tenho de lhes dar os parabéns”.

O treinador também sublinhou a presença, em massa, dos adeptos ao Parque de Jogos da Ribeira. “Estou muito contente pela massa associativa que nos veio ver e espero que as pessoas continuem a apoiar o Bougadense”, concluiu.

Alfredo Mendes deu os parabéns ao Bougadense “pela excelente equipa que tem e por estar mais forte do que o ano passado”. Para o técnico o resultado foi “justo”, ambas as equipas “jogaram para ganhar, com muitas oportunidades de golo, mas é o primeiro jogo e a ansiedade dos jogadores superou a vontade e a qualidade deles”.

Os objectivos do Arcozelo para esta temporada passam por “melhorar os resultados da época passada” e “melhorar a classificação”.

Candal é o próximo adversário

A próxima jornada não se adivinha fácil para os atletas de Santiago de Bougado. A equipa desloca-se a Vila Nova de Gaia para defrontar o Candal, equipa que anunciou o objectivo de subir de divisão esta época. No entanto, o técnico Renato Pontes desdramatizou o facto: "eu já os vi jogar para fazer uma avaliação da equipa, mas pelo que dizem não me espantou. É mais um adversário, a nossa missão é fazer o que sabemos e tentar alcançar o pretendido".

(EM CAIXA)

Jogo: Parque de Jogos da Ribeira

A.C. Bougadense: Vila Cova, Mó, Virgílio, Lírio, Roberto, Ricardo Sá, Ricardo Costa (Pinto ao int.), Yano (Queirós 88'), Alexis, Paulinho e Maio (Serginho 59')

Treinador: Renato Pontes

S.C. Arcozelo: César, Maté, Pedro, Tiago, Litos, Pêro, Marques, Chaves, Fredy (Joãozinho 59'), Carlos (Marco 59') e Dominguez (Avelino 82')

Treinador: Alfredo Mendes

Árbitro: António Alves, auxiliado por Paulo Nogueira, Ilídio Pinto e Hélder Carvalho

Cartões amarelos: Dominguez (33') e Virgílio (36')

Resultado final: 0-0

Resultados 1ª Jornada

Várzea do Douro 1 – 0 Valonguense

Bougadense 0 – 0 Arcozelo

Rio Tinto 2 – 1 Candal

Avintes 1 – 1 Senhora da Hora

Canidelo 0 – 1 Alpendorada

Perafita 2 – 4 Coimbrões

Pedrouços 0 – 1 Perosinho

Ermesinde – Ataense (19-09-2007)

Sousense – Vilanovense (Adiado)

Próxima Jornada (16-09-2007)

Valonguense – Pedrouços

Ataense – Várzea do Douro

Vilanovense – Ermesinde

Arcozelo – Sousense

Candal – Bougadense

Senhora da Hora – Rio Tinto

Alpendorada – Avintes

Coimbrões – Canidelo

Perosinho – Perafita

Classificação

  1. Coimbrões – 3 pontos

  2. Rio Tinto – 3 pontos

  3. Perosinho – 3 pontos

  4. Alpendorada – 3 pontos

  5. Várzea do Douro – 3 pontos

  6. Senhora Hora – 1 ponto

  7. Avintes – 1 ponto

  8. Bougadense – 1 ponto

  9. Arcozelo – 1 ponto

  10. Vilanovense – 0 pontos

  11. Ataense – 0 pontos

  12. Sousense – 0 pontos

  13. Ermesinde – 0 pontos

  14. Candal – 0 pontos

  15. Canidelo – 0 pontos

  16. Pedrouços – 0 pontos

  17. Valonguense – 0 pontos

  18. Perafita – 0 pontos