Um alegado “problema na água” afetou o normal funcionamento da Escola Básica 2/ 3 de Alvarelhos. Associação de Pais está preocupada com “a gestão” deste estabelecimento de ensino.
O problema terá surgido na segunda-feira e não foi resolvido a tempo, obrigando a suspender as aulas durante todo o dia de terça-feira. O NT tentou obter explicações da Comissão Administrativa
Provisória (CAP) do Agrupamento do Coronado e Covelas – onde a EB 2/3 de Alvarelhos está incluída – mas contactado o professor Luís Henrique, este remeteu
explicações para o diretor da CAP, José Faria, contudo o mesmo esteve sempre incontactável, quer na escola em S. Romão, quer em Alvarelhos. No entanto, a complexidade de obter informação com os responsáveis do
Agrupamento não se cinge aos órgãos de comunicação social.
Também a Associação de Pais (AP), segundo o presidente José Maria Oliveira, também tem tido “muita dificuldade” em comunicar com a direção do Agrupamento.

Ao NT, o presidente da AP adiantou que, segundo o que conseguiu apurar, o problema surgiu na sequência “de uma reparação de uma bomba de água”. O facto de a escola servir-se de um poço e não de água da companhia também preocupa os pais: “Não sabemos se está a ser feito o acompanhamento da qualidade da água por algum técnico”.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

{fcomment}