Promovido pela Tetra Pak e Compal, o concurso “Sim, Vamos Criar uma Árvore” distinguiu a Escola Básica 2/3 de Alvarelhos com uma menção honrosa.

A Escola Básica 2/3 de Alvarelhos foi uma das seis que obteve uma menção honrosa do 2º escalão de prémios do concurso “Sim, Vamos Criar uma Árvore”, promovido pela Tetra Pak e Compal, com o “principal objetivo de reforçar a mensagem de sensibilização junto dos mais jovens para o tema da sustentabilidade das florestas, através da criação de trabalhos com embalagens da Tetra Pak com a marca Compal”.

A iniciativa mobilizou “370 escolas de todo o país”, englobando “mais de 160 mil alunos”, que, juntamente com os professores “criaram uma árvore de frutos original a partir de embalagens de cartão da Tetra Pak e da marca Compal com o selo FSC®”. Segundo fonte da organização, os “trabalhos apresentados exibem o empenho e a criatividade” dos participantes, tendo sido distinguidos “18 estabelecimentos de ensino”, sendo a EB 2/3 de Alvarelhos uma delas, tendo recebido uma das seis menções honrosas entregues ao 2º escalão.

Segundo fonte da escola de Alvarelhos, “nas produções artísticas dos alunos, a reutilização de materiais é sempre uma prioridade”, tendo “a participação neste concurso sido abraçada com muito entusiasmo”. “Inicialmente, foi feita uma sensibilização pela comunidade educativa da necessidade da separação/recolha dos pacotes de sumo para a participação neste concurso. Foram espalhados pela escola recipientes, também eles realizados pelos alunos, para a colocação dos pacotes de sumo, após tão grande adesão foi só ‘meter mãos à obra’”, contou.

A estrutura da árvore tem “aproximadamente dois metros e meio” e foi construída pelos alunos do 8º ano da turma B1, que contaram com a ajuda de “alguns alunos do 6º ano na elaboração dos frutos”. Para a estrutura da árvore foram “reutilizados tubos de cartão de diferentes tamanhos, tendo o tronco principal sido coberto com inúmeros pacotes de sumo cortados, dando a ideia da textura das árvores”. Os diferentes galhos da árvore foram cobertos por “variadíssimas folhas e respetivos frutos”. “Os frutos (maçãs, peras e laranjas) são todos tridimensionais e têm aproximadamente 13 centímetros, sendo que cada fruto é composto por seis pacotes de sumo, que depois de serem cortados com as respetivas formas, foram agrafados e pendurados nos ramos da árvore. Cada fruto possui uma folha tendo sido o local escolhido para conter os símbolos Tetra Pak e FSC (embora estes símbolos estejam espalhados por toda a árvore)”, pode ler-se na memória descritiva do trabalho apresentado.

“Pensando na parte funcional da árvore”, foi incorporado no tronco “uma caixa para recolha de sugestões dos alunos sobre eventos para serem dinamizados na escola”. A caixa de “cartão retangular” também foi “decorada com embalagens de Compal”.

Segundo a memória descritiva, esta participação “é a prova de que com alguma criatividade se podem construir objetos funcionais e decorativos e que todos devemos contribuir para a separação dos resíduos”.