vtor-maia 

Muro: Vítor Maia candidata-se pelo PSD para o “desenvolvimento sustentado da freguesia”

O Notícias da Trofa: O que o leva a candidatar-se à Assembleia de Freguesia?

Vítor Maia: Porque sou “Murense” e o meu único interesse é o MURO. O descontentamento generalizado do povo do Muro que se verificou ao longo dos últimos quatro anos levou-me a tomar esta decisão. De facto quem vive na freguesia do Muro sente a falta de dinamismo e empenho do actual executivo, na resolução dos problemas mais correntes da freguesia. É urgente que se assuma uma nova atitude na defesa dos interesses do Muro, com o objectivo de recuperar o tempo perdido. Quero uma sociedade civil mais activa e participante, valorizar o património da freguesia e torná-la mais atractiva. Comigo na Presidência da Junta, o diálogo com o Executivo Municipal será possível e trará benefícios evidentes para a nossa Freguesia. Com todos “Vamos mudar o Muro”.

NT: Quais são os projectos que vai apresentar para o mandato?

VM: Os projectos que vou apresentar no meu mandato assentam numa estratégia de desenvolvimento sustentado da nossa freguesia. A construção de um Pavilhão Polidesportivo, equipamento essencial para fomentar a prática de desporto e actividades de lazer; requalificação de vários arruamentos, nomeadamente da Rua da Igreja entre Matos e Agra da Cana, da Estrada Nacional 318 entre a Carriça e o Parque de Avioso, da Rua 1.º Maio entre Gueidãos e Vilares, e a abertura de um novo arruamento entre a Rua D. Dinis, em Vilares e a Estrada Nacional 14, contribuindo para a melhoria da mobilidade na freguesia; recuperação do recinto de S. Pantaleão para o qual daremos o nosso contributo, pois consideramos ser um espaço de primordial importância como lugar de culto, lazer, cultura e preservação da identidade de todos os Murenses; construção de um parque infantil na Avenida da Camélia, na urbanização da Aldeia Nova; arranjo urbanístico e paisagístico no terreno de utilidade pública situado na Rua dos Restauradores (Urbanização Agra da Cana); obras de beneficiação do nosso cemitério; drenagem das águas pluviais no separador da urbanização da Agra da Cana com a Estrada Nacional 318; modernização dos vários fontanários existentes na freguesia; contribuir para a limitação da velocidade na Estrada Nacional 14, em toda a extensão da freguesia do Muro. Vamos sensibilizar a “Trofáguas” e a “Indáqua”, no sentido de concluir toda a rede de abastecimento de água e saneamento.

NT: Qual é o projecto/área prioritário (a) caso seja eleito?

VM: Dotar a freguesia de infra-estruturas viárias que proporcionem aos Murenses melhor mobilidade e de um equipamento polidesportivo que promova a prática do desporto, são as duas principais áreas de intervenção do meu mandato.

NT: Porque é que os eleitores devem votar em si?

VM: Porque gosto muito da nossa freguesia, aqui cresci, sou o único candidato que aqui reside, aqui cresce o meu filho, aqui trabalho e aqui vivem os meus melhores amigos. Os pais murenses conhecem o meu trabalho e empenho nas Associações de Pais do Jardim de Infância e E. B. 1 do Muro. Empenhei-me para que a construção do parque infantil fosse uma realidade. Como presidente da Associação de Pais, sensibilizei o Sr. Presidente da Câmara para a necessidade de mais salas de aulas, biblioteca e espaço polivalente, obra que vai agora ser iniciada. Sou uma mais-valia para a presidência da freguesia do Muro, pois posso garantir uma presença e proximidade fundamentais na resolução dos problemas.

NT: Considera mais fácil governar sendo a Câmara e a junta do mesmo partido? Porquê?

VM: Em meu entender, comigo na Junta e com o Dr. Bernardino Vasconcelos na Câmara, é mais fácil, pois existe entre nós um compromisso para a execução dos projectos que apresento. Um relacionamento franco e de proximidade é indispensável para assegurar o progresso do Muro.