costa-marinho 

Santiago de Bougado: Costa Marinho candidata-se pela CDU para “resolver carências” 

O Notícias da Trofa – O que o leva a candidatar-se à Assembleia de Freguesia?

Costa Marinho – O principal motivo que me leva a candidatar é o facto de Santiago de Bougado ainda ter muitas carências por resolver. Essas carências e problemas provam que é necessário haver uma mudança na política de governo desta freguesia. As políticas levadas até hoje não souberam dar total resposta às necessidades da autarquia. Por todos esses motivos candidatei-me pela CDU, para mostrar que as coisas podem ser diferentes.

NT – Quais são os projectos que vai apresentar para o mandato?

CM – O mandato tem como projectos a construção de um centro de saúde e uma escola E.B.2/3 de modo a facilitar a acessibilidade dos bougadenses a estes serviços essenciais, abrir um novo lar de idosos para cuidar da população mais idosa da freguesia e montar parques infantis. Fomentar a construção dos futuros Paços do Concelho em terrenos de Santiago visto ser quase o centro geográfico do concelho, assim como a construção da variante à Estrada Nacional 14. Acelerar a despoluição do Rio Ave, que continua a ser um dos rios mais poluídos da Europa, e também as obras de saneamento e água, para que chegue a toda a população. Promover a instalação destes serviços a custos mais acessíveis. Melhorar os acessos, ou seja colocar melhores pisos nas ruas e principalmente alargá-las quanto possível, mesmo as ruas que foram menosprezadas até hoje. Santiago de Bougado necessita também de uma nova casa mortuária com mais espaço e melhores condições.

NT – Qual é o projecto/área prioritário (a) caso seja eleito?

CM – Caso seja eleito, a área em que se vai apostar mais é a construção do centro de saúde. Contudo, todos os projectos já referidos são extremamente importantes e estou disposto a ver junto de toda a população os problemas que mais lhe afectam, assim como as suas opiniões e sugestões, pois é isso que trará uma melhor qualidade e bem-estar para a freguesia.

NT – Porque é que os eleitores devem votar em si?

CM – Para haver Democracia é necessário existir a representação do maior número possível de partidos na assembleia. Em Santiago de Bougado existe essa carência, a assembleia é composta por uma maioria, o que leva à inexistência de outros pontos de vista, outras opiniões. A força do nosso partido fará toda a diferença. Para além disso nasci e vivi sempre em Santiago de Bougado, conheço de perto todos os problemas que aqui existem e sou compatriota para com esta freguesia, querendo apenas oferecer o melhor para a minha terra e torná-la o mais agradável para todos.

NT – Considera mais fácil governar sendo a Câmara e a junta do mesmo partido? Porquê?

CM – Se houver uma verdadeira Democracia, o facto de a Câmara e a Junta serem ou não do mesmo partido é indiferente. Se isso não acontecer é porque existem descriminações e favoritismos, admitindo então que as coisas não estão a ser correctas nem levadas por uma política certa. Ambos os órgãos devem lutar para o melhor da Terra e da população. A CDU defende as políticas correctas, defende a Democracia. São esses os ideais que defendo para Santiago de Bougado e para os bougadenses.