quant
Fique ligado

Ultimas Notícias

“É urgente dar sangue”. Federação faz apelo devido a “dificuldades” em repor unidades nos hospitais

Os mais afetados são os grupos sanguíneos “O positivo”, “O negativo”, “B negativo“, “A positivo” e “A negativo”, mas, na generalidade, a pandemia e o processo de vacinação tem afetado as reservas de sangue existentes nos hospitais.

Publicado

em

Os mais afetados são os grupos sanguíneos “O positivo”, “O negativo”, “B negativo“, “A positivo” e “A negativo”, mas, na generalidade, a pandemia e o processo de vacinação tem afetado as reservas de sangue existentes nos hospitais.

Face às “dificuldades em repor os níveis de sangue em níveis satisfatórios”, a FEPODABES – Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue lançou um comunicado, no qual “apela a todas as pessoas saudáveis que façam a sua dádiva de sangue, nesta altura muito exigente para a manutenção das reservas em níveis estáveis”.

“Dado ao número elevado número de contágios das últimas semanas e respetivos isolamentos profiláticos, têm conduzido a uma grande dificuldade em manter estáveis as reservas de componentes sanguíneos. Em simultâneo, as habituais infeções respiratórias sazonais têm contribuído para uma redução do afluxo de pessoas candidatas à dádiva de sangue”, explicou a Federação, que reitera a “urgência” deste apelo.

Segundo Alberto Mota, presidente da entidade ,“existe um número elevado e dadores de sangue que estão impossibilitados de dar sangue dado ao atual momento da pandemia e vacinação ”.

Para ser uma pessoa dadora de sangue, basta ter entre 18 e 65 anos (o limite de idade para a primeira dádiva é os 60 anos) e ter peso igual ou superior a 50 kg. As pessoas candidatas à dádiva que tenham tido COVID-19 devem aguardar 14 dias e as que fizeram a vacina de reforço contra a COVID-19 deve aguardar 7 dias, para se candidatarem novamente.

Segundo a FEPODABES, os hospitais portugueses necessitam de cerca de 1000 unidades de sangue e componentes sanguíneos todos os dias , sendo que os homens, só podem realizar a sua dádiva de 3 em 3 meses e, sendo mulheres, de 4 em 4 meses.

Para saber onde podem  dar sangue consultem  www.fepodabes.pt 

Publicidade
Continuar a ler...

Desporto

Trofense vence Coruchense com ‘bis’ de Okitokandjo e segue em frente na Taça

Publicado

em

Dois golos de Stevy Okitokandjo permitiram hoje ao Trofense, da II Liga de futebol, seguir em frente na Taça de Portugal, com um triunfo por 2-0 no reduto do Coruchense, equipa do Campeonato de Portugal.

O avançado neerlandês apontou os tentos da vitória aos 20 e 53 minutos, confirmando o favoritismo do conjunto que ocupa a 15.ª posição da II Liga, embora o resultado não espelhe a sólida exibição do oitavo classificado da Série C do Campeonato de Portugal.

Com o treinador José Peseiro a assistir na bancada do Estádio Municipal que tem o seu nome, o Coruchense apresentou uma excelente réplica ao Trofense, discutindo o jogo da segunda eliminatória de igual para igual, sem se notarem grandes diferenças entre os escalões das equipas.

O que decidia a eliminatória, durante a primeira parte, era o golo de Stevy Okitokandjo, aos 20 minutos, a encostar para o fundo das redes um cruzamento do flanco esquerdo de Pablo Maldini, após combinação com Andrezinho, que meteu o Trofense na frente.

No entanto, a turma de Coruche até dispôs de várias oportunidades para finalizar, sem sucesso, apesar de colocar a defesa adversária em sobressaltos, mas já no reatamento sofreu o 2-0, que fez desabar qualquer réstia de esperança numa eliminação surpresa.

Através de uma jogada de insistência, Stevy Okitokandjo ‘bisou’ na partida, aos 53, na sequência de uma recarga a um primeiro remate de fora da área, o que baixou o ritmo do jogo, apesar de o Coruchense ter procurado até ao fim, sem o conseguir, um tento de honra.

Publicidade
Continuar a ler...

Trofa

Santo Tirso e Trofa: água da rede mantém nível de excelência

Publicado

em

Por

O Dia Nacional da Água assinala-se amanhã (1 de outubro), mas, em Santo Tirso e Trofa, os motivos para celebrar este importante recurso chegaram mais cedo: o regulador revelou os resultados do indicador “água segura” e, nestes municípios, a qualidade continua a ser de excelência.

No seu mais recente relatório dedicado ao “Controlo da qualidade da água para consumo humano”, a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) fixou em 99,9% a segurança da água distribuída em Santo Tirso e Trofa, onde a gestão da operação é assegurada pela INDAQUA. O valor está acima da já muito elevada média nacional de 99%.

“Sendo uma das prioridades na operação da INDAQUA Santo Tirso/Trofa, a garantia da qualidade da água reflete-se nos resultados divulgados pela ERSAR, que muito nos orgulham e que comprovam que a água da rede pública continua a ser a escolha mais segura para os consumidores”, diz Anabela Alves, Diretora Geral da INDAQUA Santo Tirso/Trofa.

No conjunto das seis concessões que operou no último ano analisado pela ERSAR (2021), a INDAQUA obteve uma média de 99,8%, no indicador de água segura, que tem em conta a percentagem de análises realizadas e a percentagem de análises que, em cada território, cumprem os parâmetros de qualidade definidos por lei.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);