Madeleine MacCan de 3 anos, desapareceu do apartamento onde dormia no complexo turístico Ocean Club, na praia da Luz, no Algarve, em 3 de Maio de 2007.

  A notícia chocou Portugal, a Inglaterra e o mundo.

Os pais e amigos que os acompanhavam deram o alerta e rapidamente dezenas de pessoas, funcionários do complexo turístico e polícia procuravam a menina nas imediações.

Os portugueses envolveram-se profundamente nesta historia e ninguém decerto ficou indiferente ao desaparecimento desta criança tão pequenina, tão loirinha e que todos carinhosamente chamavam "pequena Maddie".

Nesta investigação de 14 meses foram gastos milhares de euros do estado português, estiveram envolvidas 400 pessoas nas buscas e divulgação de cartazes com a fotografia da menina, 300 polícias, foram realizadas 12 000 diligências, foram inquiridas cerca 700 pessoas e constituídos 3 arguidos, Robert Murat e os pais da Maddie, Kate e Gerry MacCan.

O processo foi esta semana arquivado e ao que tudo indica a culpa morreu solteira!

O desaparecimento da Maddie sempre esteve envolvido em muito mistério e em suspeitas nunca esclarecidas, desde a estranheza do rapto que os pais sempre defenderam, à imensa influencia politica que os MacCan despertaram, à frieza aparente de Kate, às analises enviadas para Inglaterra que nunca estavam prontos e que no fim se mostraram inconclusivas, ao suposto uso de calmantes para as crianças dormirem, aos vestígios de sangue e ao odor a cadáver que os cães farejaram no apartamento e no carro dos MacCan, e muitos outros pormenores no mínimo estranhos.

Foram investigadas as hipóteses de rapto, morte natural e homicídio com ocultação de cadáver, mas não foram encontradas provas de nenhum destes crimes e consequentemente não foram encontrados culpados.

Pode haver de facto muitas dúvidas que ainda pairam nas nossas cabeças, mas há contudo uma certeza que ninguém pode negar.

Os principais culpados do desaparecimento da pequena Maddie são os pais, que deixaram três crianças pequenas a dormir sozinhas num apartamento, num país estrangeiro, e que calmamente foram jantar com os amigos no restaurante.

Independentemente do que aconteceu à menina, estes pais não são responsabilizados?

Não deveriam estes pais ser acusados do crime de exposição ao abandono ou no mínimo de negligência?

Se fosse um casal português que deixasse os filhos em casa a dormir para ir jantar e uma criança desaparecesse as consequências seriam as mesmas? Certamente já estariam com um processo em tribunal e a segurança social já teria actuado no sentido de proteger os outros filhos da irresponsabilidade dos pais.

Estranho poder este do casal MacCan, que saem desta história inocentes, que envolveram meio mundo atrás da filha desaparecida, conseguiram arrecadar milhares de euros e ainda ponderam processar o estado português!

Na pagina da Internet da Policia Judiciaria, há informações sobre 10 casos de crianças desaparecidas em Portugal e que ainda não foram encontradas, de entre os quais Rui Pedro e Rui Pereira.

Será que tudo foi feito para encontrar estas crianças, tal como para encontrar Madeleine MacCan?

Subsistem as dúvidas e fica a pergunta.

O que aconteceu a Madeleine MacCan?

Resta-nos esperar que algum dia a verdade seja conhecida.

 

 

 

Teresa Fernandes