O Rancho Folclórico do Divino Espírito Santo promoveu uma prova de drift, em S. Mamede do Coronado, no fim de semana de 23 e 24 de fevereiro. Fundos angariados servirão para “suportar despesas do grupo”.

Depois de uma noite menos conseguida, devido ao frio e à “conjuntura económica”, que fizeram com que perícia noturna tivesse menos de metade dos carros que costumam participar, a prova de domingo acabou por salvar a iniciativa promovida pelo Rancho Folclórico do Divino Espírito Santo, de S. Mamede do Coronado.

Enquanto no sábado, estiveram cerca de duas centenas de espectadores, no dia seguinte, o público rondou as 1500 pessoas, que quiseram ver a habilidade dos participantes na prova de drift, que marcou o asfalto da zona industrial do Soeiro, na freguesia mamedense.

No segundo dia, havia 12 participantes, o que contribuiu para fazer um balanço positivo da atividade. Segundo Carlos Ferreira, presidente do Rancho, os fundos obtidos vão servir para “suportar as despesas” do grupo e, quiçá, ajudar para que este consiga marcar presença “no Festival Internacional, em Madrid, Espanha, nos dias 2,3 e 4”. Por outro lado, os valores angariados com as atividades promovidas também servirão para organizar o Festival do Rancho, “com oito grupos participantes” e com data marcada para “31 de agosto”.

O grupo já está a promover a próxima iniciativa, que pode passar por “uma prova de motocrosse, no fim de maio”.