A Associação Um Animal, Um Amigo comemorou este sábado o Dia do Animal. No Parque Nossa Senhora das Dores foram muitos os melhores amigos do homem que se juntaram à festa, que segundo a associação "superou as expectativas".

 Uma festa recheada de surpresas e latidos invadiu o Parque Nossa Senhora das Dores para comemorar o Dia do Animal.

Pelo segundo ano consecutivo a organizar a iniciativa, a Associação Um Animal, Um Amigo contou este ano com a participação do grupo de hip hop Alvadance e de uma Escola de treino canino que fez algumas demonstrações.

"Este dia excedeu as expectativas, as pessoas já no ano passado aderiram, mas este ano estão a aderir cada vez mais a este tipo de eventos, também porque têm um bocadinho mais de respeito pelos animais", afirmou Sílvia Coutinho, responsável pela associação.

A utilização da Internet e dos meios de comunicação social também "ajudou" nesta tarefa de consciencialização das pessoas: "Tentamos divulgar mais as nossas campanhas e acções na Internet, que é um bom recurso que muitas associações não utilizam, tentamos também divulgar nos órgãos de comunicação social e acho que as pessoas aderem muito às nossas iniciativas, porque estão informadas".

Por isso, os animais adoptados são cada vez mais, no entanto "não foram todos os que queríamos, logicamente que queríamos dar a todos os animais uma família e uma casa", adiantou Sílvia.

Quanto aos abandonos "neste momento não é feito por pessoas da Trofa, são pessoas de outros concelho que vêm cá deixar os animais", adiantou a responsável, que no entanto frisou, "pode haver um caso ou outro, mas geralmente os cães que saem do nosso canil têm chip e as pessoas já sabem que se os abandonarem vão ser chamados à responsabilidade. Mas acho que as pessoas aqui na Trofa têm mais civismo, já não abandonam com tanta facilidade, porque antes as pessoas tratavam os animais como um objecto e agora acho que esse tipo de mentalidades estão a mudar".

Parceira da Associação é também a Câmara Municipal da Trofa, que vê a Um Animal, Um Amigo como "uma parceira" na luta contra o abandono dos animais de estimação.

Mas segundo António Pontes, vice-presidente da autarquia, "houve sobretudo um aumento claro no número de adopções que foi e tem sido altamente promovido pela associação".

Quanto ao número de abandonos "houve uma diminuição, mas aí penso que é preciso trabalhar muito mais ao nível da sensibilização. Ainda estamos longe de atingir os números desejados", acrescentou.

Mas, no que diz respeito ao trabalho da associação, Pontes foi peremptório: "É uma associação composta por um conjunto de pessoas que de uma forma voluntária, o que é importante, conseguiram criar uma agregação de vontades à sua volta, por forma a desenvolver um bom trabalho no campo da adopção dos animais, por exemplo, que a Câmara recolhe por todo o concelho, também promovendo os direitos dos animais, o que também é muito importante, para que as pessoas não maltratem os animais. Também nos têm ajudado muito no que toca à manutenção do canil, que é da responsabilidade da câmara, mas a associação tem estado connosco todos os dias a acompanhar a sua gestão".

A próxima campanha da Associação Um Animal, Um Amigo está marcada para o mês de Dezembro: uma angariação de bens alimentares num dos supermercados da região.
{flvremote}http://trofa.otos.tv/videos/dia_do_animal.flv{/flvremote}