"Um balanço positivo". Foi desta forma que Modesto Torres, presidente da Junta de Freguesia de S. Mamede do Coronado, analisou o dia da sua freguesia, na Expotrofa 2007. O segundo dia do certame contou com a actuação do grupo Jovens Unidos, "que proporcionou um espectáculo magnifico a todos os presentes".

  À semelhança do que tem acontecido nas últimas edições do evento, S. Mamede do Coronado tem-se representado apenas por artistas da freguesia, não sendo compreensível na sua opinião "a necessidade de ir buscar pessoas de fora das freguesias". O grupo paroquial Jovens Unidos foi o conjunto responsável pela  animação do dia dedicado a S. Mamede do Coronado e esta escolha deveu-se "ao trabalho extraordinário que tem desenvolvido não só no âmbito musical como também no âmbito cultural, nomeadamente teatro e outros eventos, e até a nível desportivo".

Devido ao "espectáculo magnifico" que o grupo amador proporcionou, o balanço final do dia mamedense só pode ser, para Modesto Torres, "muito positivo. É a primeira vez que S. Mamede do Coronado abre o leque das freguesias neste certame. Procuramos, dentro dos possíveis, proporcionar algo de diferente às gentes do concelho da Trofa, e considero que conseguimos atingir o objectivo", afirmou satisfeito.

Modesto Torres afirmou que S. Mamede do Coronado está em evolução, contudo, com "os pés assentes no chão", apoia um "desenvolvimento sustentável", garantindo que "o mínimo que exijo a mim próprio e a quem me substituir no futuro é que a política de evolução da freguesia continue a tornar S. Mamede num meio rural e urbano, simultaneamente. Por isso é que nunca fico satisfeito em pleno".

Infra-estruturas desportivas, como "uma piscina, um posto da GNR e um posto de bombeiros" são algumas das valências que o presidente da Junta quer ver implementadas na freguesia.

Uma das imagens de marca de S. Mamede do Coronado é o artesanato, que para o presidente, mais que uma referência, é uma mais valia. "Ficaria muito aborrecido comigo mesmo se sentisse que os artesãos deixassem de funcionar na freguesia, não só aqueles que trabalham em arte sacra, mas também os que se dedicam à pintura e à estatuaria". Modesto Torres não deixou de mostrar o seu descontentamento devido à pouca divulgação da única casa museu de estatuaria no concelho, a casa museu professor Alberto Carneiro e enalteceu o trabalho de alguns artistas da freguesia como José Ferreira Tedim, autor da imagem de Nossa Senhora de Fátima, que se encontra na Capela das Aparições, em Fátima"para mim é um grande orgulho ir à Capela, ver aquela imagem e saber que foi um mamedense que a esculpiu, segundo indicações da Irmã Lúcia".

Para além da arte sacra, cujos artistas "proliferam na freguesia de S. Mamede do Coronado e no concelho da Maia", também a arte de construir brinquedos em madeira está bem patente na freguesia, com "grandes artistas a manter a tradição em S. Mamede ", concluiu.