Dia da Escola Secundária foi comemorado com atividades nas ruas da cidade. Alunos deixaram estabelecimento de ensino e percorreram vários pontos da Trofa.

Uma “verdadeira mancha vermelha” alastrou pelo “centro urbano da Trofa”, na manhã de quinta-feira, 9 de junho, para assinalar o Dia da Escola Secundária. Os alunos saíram à rua para participar numa atividade de orientação urbana, promovida pelos docentes do Núcleo de Estágio de Educação Física do estabelecimento de ensino.

Envergando camisolas encarnadas, 250 jovens e adultos seguiram as indicações dos mapas e orientaram-se ao longo de cerca de oito quilómetros.

Sónia Marques, uma das professoras responsáveis pela iniciativa, garantiu que “a orientação urbana foi, realmente, um sucesso”. A ideia surgiu, porque o grupo tinha de “organizar uma atividade”, no âmbito da sua avaliação. “Também queríamos fazer com que a escola fosse para a rua e se envolvesse com a comunidade. E isso acabou por acontecer, já que as pessoas abordavam os alunos para saber o que se estava a passar. Houve um grande impacto na cidade”, garantiu Sónia Marques.

Preparar esta atividade foi “bastante demorado” e, nas semanas que antecederam a prova, os professores de Educação Física “iam dando indicações aos alunos sobre a sua realização”. Outro dos objetivos dos docentes era “dar a conhecer a cidade aos alunos”.

As cinco primeiras equipas a completar o percurso ganharam “prémios diversos”. Os alunos “reagiram muito bem”. “Até no próprio dia houve alunos que se quiseram inscrever e não foi possível, porque era necessário um adulto para formar equipa e havia a necessidade de fazer seguro”, recordou Sónia Marques.

Para além do percurso de orientação urbana, o dia foi assinalado com as finais feminina e masculina do torneio de ténis e com diversas atividades, como a dança.

{fcomment}