Guiados pela fé que “move montanhas”, muitos foram aqueles que segunda-feia rumaram até ao monte de S. Gens para trazer as “Gentes do Mar” à Trofa. Dezenas de autocarros anunciaram aqueles que viajam desde a Póvoa de Varzim e Vila do Conde até S. Gens para manter viva a tradição de há mais de 50 anos.

Manuel Justa é um das centenas de devotos que todos os anos participa na romaria das “Gentes do Mar”. “Temos a nossa fé e já há muitos anos que vimos aqui e continuamos enquanto Deus nos deixar”, garantiu. Também Paula Rocha é movida pela fé a Nossa Senhora da Alegria e não deixou de se associar ao passeio. “Acredito que há algo de especial e aqui sinto-me muito bem, por isso venho cá todos os anos enquanto puder”, assegurou.

gentes-do-mar-1

Manuel Ramalho, responsável pelas festas de S. Gens, realçou a grande adesão dos devotos a este dia especial. “O peregrino vem com muita fé, há muitas promessas e isto é uma tradição criada pelo Dr. Sebastião Cruz, que criou um entusiasmo muito grande e uma raíz muito segura”, recordou, considerando que “não é fácil a tradição cair”. Apesar da crise, Manuel Ramalho garante que os devotos não abdicam das promessas a S. Gens e à Senhora da Alegria, movidos pela sua “grande fé e devoção”.

Neste dia dedicado às “Gentes do Mar”, foi com especial entusiasmo que o pároco de Santiago de Bougado, celebrou as duas missas da manhã, que encheram a Capela de S. Gens. “É uma gente muito barulhenta, porque o mar é barulhento e naturalmente falam mais alto, mas é uma gente muito séria”, afirmou. O pároco Armindo Gomes mostrou-se satisfeito com os donativos dos devotos, que serão fundamentais para reavivar os jardins do monte de S. Gens, parcialmente destruídos pelas chamas dos incêndios florestais. “Este ano fiz o apelo, restaurámos a capela que estava a precisar e vamos precisar de comprar muitas árvores para restaurar de novo parte destes jardins, pelo menos a parte que foi queimada”, assegurou.

Integrado nas Festas em honra de S. Gens de Cidai e a Nossa Senhora da Alegria, o Dia das “Gentes do Mar” atrai anualmente centenas de devotos às festividades de S. Gens, marcadas pela forte devoção dos populares.