Hoje quando me sentei para começar a escrever este artigo, pensei no que o nosso primeiro Ministro tem andado a insinuar:

As manifestações de descontentamento que vão aparecendo são manipuladas pelos comunistas. E pensei em todos aqueles que tem sentido as agruras provocadas pelo rumo que este Governo tem mantido, e que não tem nada a ver com o PCP. Não é que ser comparados aos comunistas seja ofensivo, julgo que até pelo contrário, mas a maneira  como o Primeiro Ministro procura esconder o real descontentamento popular com o retorno do anti comunismo primário e da culpabilização dos mesmos, tem alguns laivos de autoritarismo, para não dizer pior. Será que ainda vamos ver a prisão dos mesmos antes de qualquer manifestação ?

Os sinais são preocupantes. Quando se diz que é "normal" a visita da policia a um sindicato antes de uma manifestação, que até nem tinha sido convocada por ele, e se arquiva o processo de investigação rapidamente algo começa a preocupar. Estaremos de volta a um Estado controlador e manipulador, que "empurra" para meia dúzia o descontentamento generalizado e premeia o controlo dos mesmos?

Mas depois comecei a perceber. É preciso esconder o descontentamento pois ele vai aumentar. A apresentação do novo Orçamento de Estado para 2008 vem demonstrar que os sacrifícios são pedidos aos mesmos de sempre. E o Investimento vai diminuir ainda mais.

Então o PIDDAC, Plano de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central, que é o investimento directo da Administração Central, é simplesmente chocante para este concelho. O ano passado o plano de investimento foi tão baixo que houveram vozes a dizer que se devia devolver o valor ao Estado por ser até ofensivo…

E Este ano ?

O valor previsto é ZERO. Leu bem: ZERO.

O mais novo concelho do País, com extremas debilidades no que diz respeito a acessibilidades, com imensas dificuldades em matéria de infraestruturas sociais e básicas vai receber ZERO do Governo Central. É tão ridículo que nem vou dizer mais nada.

Depois são os comunistas que se queixam….

Espero é que quando o Grupo parlamentar do PCP apresentar propostas de inclusão de verbas para o concelho, que o irá fazer pois, conforme a Moção aprovada por unanimidade na última Assembleia Municipal estes investimentos são cruciais para colmatar muitas das necessidades do concelho, os outros não votem contra como habitualmente.

Espero também que a grande manifestação convocada pela CGTP-IN para o dia 18, tenha tido a adesão que estas politicas dirigidas contra os trabalhadores merece e que obrigue o Primeiro Ministro a reconhecer os erros que vem cometendo e promova um OE que deixe de dar ainda mais benefícios a que já os tem, como o off-shore da Madeira, e que deixe de penalizar quem tem menos recursos.

Paulo Queirós

pauloqcruz@netcabo.pt