Jos-S-1

José Sá recandidata-se pelo PS a S. Martinho de Bougado “para bem da Trofa e dos trofenses”

O Notícias da Trofa: O que o leva a candidatar-se à Assembleia de Freguesia?

José Sá (JS): Antes de mais, para mim é uma honra ser candidato, pelo Partido Socialista, à Junta de Freguesia que presido. Iniciei este projecto há quatro anos e quero concluí-lo para bem da Trofa e dos trofenses. Não sou pessoa de virar as costas quando a população precisa de mim. Este mandato é fundamental para o desenvolvimento da nossa freguesia, nomeadamente na defesa do Parque Nossa Senhora das Dores.

NT: Quais são os projectos que vai apresentar para o mandato?

JS: Os projectos que vou apresentar para o próximo mandato passam pela defesa intransigente do património da freguesia, lutar para que os Paços do Concelho sejam construídos em S. Martinho de Bougado, continuar e concluir o alargamento do cemitério, acabar com os caminhos de terra batida, melhorando assim as acessibilidades, proporcionando desta forma outra qualidade de vida às pessoas, dotar a freguesia de parques infantis, entre outros projectos que em breve apresentarei a todos os são martinhenses.

Para além destes projectos, pretendo acompanhar de perto todas as obras que irão ser desenvolvidas nos próximos tempos na nossa freguesia, como é o caso da variante ferroviária, do metro e das variantes rodoviárias, que revolucionarão o futuro da nossa freguesia e que devemos seguir de perto para garantir o melhor para todos.

NT: Qual é o projecto/área prioritário(a) caso seja eleito?

JS: A defesa intransigente do Parque Nossa Senhora das Dores, a requalificação e embelezamento deste espaço e não permitir a implementação de qualquer tipo de construção. Não permitiremos, tal como já o fizemos durante este mandato, que tentem usurpar este espaço e que projectem investimentos imobiliários megalómanos para o local que é a verdadeira identidade da nossa freguesia. Defenderemos sempre o Parque Nossa Senhora das Dores e lutaremos sempre para que este espaço verde seja requalificado e dignificado.

Acima de tudo, também pretendemos servir as pessoas com transparência, dedicação e com carinho pelo nosso povo.

NT: Por que é que os eleitores devem votar em si?

JS: Porque me conhecem. Acho que a obra fala por si. Entendo que os eleitores merecem o maior respeito e por isso não devem votar pressionados. Apelo para que votem em consciência e na candidatura que apresente os melhores valores e a melhor defesa de S. Martinho de Bougado.

NT: Considera mais fácil governar sendo a Câmara e a Junta do mesmo partido político? Porquê?

JS: Da minha parte é indiferente porque a minha intenção é servir a freguesia e não fazer jogo político-partidário. Em democracia devemos aceitar resultados eleitorais, mas também devemos partilhar as competências. Estou disponível para ser o presidente de Junta de S. Martinho de Bougado com qualquer presidente de Câmara, pese embora a experiência neste mandato, nomeadamente no final do mandato, não ter sido a mais cordial por parte do Sr. Presidente da Câmara. Estou convicto de que esta situação não se vai repetir, porque o sinal que os eleitores estão a dar é que o Partido Socialista irá vencer a Câmara Municipal da Trofa.