Carlos-Portela-1

“Defender sempre os interesses dos trofenses” e “lutar pela instalação de um Instituto de Ensino Superior na área profissional” no concelho são os compromissos assumidos pelo candidato Carlos Portela, caso seja eleito deputado do PS.

A “formação autárquica”, a “prática política” e a “experiência de vida” são os motivos que levam Carlos Portela a candidatar-se a deputado do PS pelo distrito do Porto, para “desenvolver um trabalho útil pelo país e, em especial, pelo concelho da Trofa”. Em entrevista exclusiva ao NT, o candidato trofense é peremptório quando questionado sobre os temas que irá defender no Parlamento, caso seja eleito. “Primeiro, defender sempre os interesses dos trofenses, procurando cooperação e apoio junto das entidades competentes para os projectos que a Trofa, nas mais diversas áreas, tem em curso ou necessita”, adiantou. A luta pela instalação na Trofa de um Instituto de Ensino Superior na área profissional é o segundo compromisso de Carlos Portela. “A Trofa tem uma grande tradição nas indústrias metalomecânicas, pelo que, associadas ao constante desenvolvimento das Novas Tecnologias, seria de todo o interesse que este Instituto Superior abraçasse, em primeiro lugar, a área da Mecatrónica”, defendeu, acrescentando que “mais tarde, deveria ser também considerada a área dos Serviços no âmbito do mesmo grau de Ensino”.

Considerando a Trofa “um caso excepcional no contexto do empreendedorismo”, Carlos Portela realçou que “o protagonismo que os trofenses assumem na defesa dos seus projectos, a firmeza com que sabem reivindicar os seus direitos e a segurança com que defendem os seus interesses, relativiza, de alguma forma, o protagonismo do cargo de deputado no âmbito meramente concelhio”. “Demonstra o dinamismo das nossas gentes e não retira importância ao cargo, mas , pelo contrário, atribui-lhe a responsabilidade de trabalhar em equipa, como catalisador das energias emergentes”, concluiu.