Por estes dias, uma data saltou à vista: o 8 de Maio, Dia Internacional do Burro. Até final do mês, a celebração vai continuar e o mote é colocar umas orelhas de burro e tirar uma fotografia, à luz da febre das selfies. Este concurso é organizado pela Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino (AEPGA) e a We Came From Space, com apoio da Associação para a Protecção do Vale do Coronado (APVC).

Faça o download do ficheiro em http://diadoburro.pt Depois, basta ilustrar, fotografar e publicar as orelhas – use a hashtag #diadoburro – ou envie para a APVC. Às melhores fotografias, serão atribuídos prémios!

Com isto, estará a elevar o valor inestimável do tal Equus asinus, por vezes, injustamente secundarizado perante o dito nobre cavalo ou o “lulú” comprado no Natal (e abandonado nas férias do Carnaval).

Vá lá, esqueça aquela patética ideia da negativa imagem associada às orelhas de burro.Mas há mais: de uma vez por todas, “chamar nomes” não fica nada bem, mas fazer a associação do asinino com alguns políticos latinos – ou até mesmo com pessoas que manifestam alegadas dificuldades funcionais cognitivas – ui, isso fica mesmo muito mal. Respeitinho pelo Burro, ok?!

De repente, regresso à minha inquieta infância e, desta árvore acabadinha de trepar, avisto aquela carroça puxada por um bicho ainda mais fascinante que o cavalo de D. Quixote, sim, muito mais. Pois é, aqui, no Vale do Coronado, muita gente conheceu ou ouviu falar do famoso Burro do Ti’ Joaquim Africano ou da não menos famosa Burra do Abel: um, com franca apetência para umas improvisadas sopas-de-burro-cansado e a outra, infelizmente, marcada pela triste história da carga-de-lenha (!). Estas e outras emblemáticas figuras de outros tempos, muitas historietas e valentes zurradelas, tudo isso será recordado num evento que já vem a caminho. Prepare-se!

A APVC e a AEPGA associam-se para realizar a ZURRA – Festa do Burro, durante um fim-de-semana, com várias iniciativas que pretendem enaltecer o Gado Asinino. O evento acontecerá em São Mamede do Coronado e contará com a apresentação de diversas atividades pensadas para todas as idades: aula do burro, caminhada com burros, teatro, cinema, fotografia, yoga e… muito mais – até o simpático Padre Rui já se disponibilizou para fazer a bênção dos animais!

O objetivo deste evento é levar o maior número de pessoas a fascinar-se pelo Burro e a compreender a sua importância social, cultural, económica e ecológica, afinal, estamos perante um autêntico “professor, guia, terapeuta e, sobretudo, amigo”. Urge revalorizar a imagem deste animal, a nível nacional e, particularmente, a do Burro de Miranda, chamar a atenção para a necessidade de proteger esta raça autóctone, de forma a preservar um património genético único no nosso país.

Entretanto, fica o repto – ou o réptil, a fazer fé na ecologia – para que adira a este evento. Tem um burro ou conhece alguém que tenha burros? A ZURRA aceita inscrições para a concentração de asininos. Os animais serão (muito bem) acolhidos, com direito a cama-mesa-e-… apoio veterinário e, provavelmente, muitas felfies. Já os leitores d’ O Notícias da Trofa, as escolas, as associações e tudo-à-volta também são convidados a participar, basta dar dar largas à criatividade!
E, pronto, orelhas ao alto, 14 e 15 de Junho, ZURRA.

Vítor Assunção e Sá | APVC
http://facebook.com/valedocoronado
http://valedocoronado.blogspot.com
valedocoronado@gmail.com