Mais de 200 alunos das Escolas primárias de Finzes, Esprela, Paradela e Paranho invadiram a Assembleia da República na passada quarta-feira. A visita foi oferecida pela Junta de freguesia de S. Martinho de Bougado, que decidiu premiar os alunos do quarto ano das escolas.

 assembleia-republica.jpg Os alunos do quarto ano das escolas da freguesia de S. Martinho de Bougado, na Trofa terminaram o ano lectivo com uma visita à Assembleia da República.

Foram cerca de duzentas crianças, das escolas de Finzes, Esprela, Paradela e Paranho, duas dezenas de professores e alguns auxiliares que "invadiram" a capital.

"Sempre fui dedicado aos alunos, e esta é uma forma de lhes mostrar que também penso neles", afirmou José Sá, presidente da Junta, que resolveu apostar neste tipo de iniciativas "para que os jovens sintam que a junta também trabalha para eles" e fez um balanço "muito positivo" da visita.

A manhã começou com a visita ao Parque das Nações e terminou com um almoço surpresa com hambúrgueres e batatas fritas. À tarde com a ajuda de Joana Lima, deputada do PS Porto na Assembleia da República e de Assunção Caldeira, relações públicas do Grupo Parlamentar do Partido Socialista, visitaram as instalações da Assembleia, com um "debate" na sala do Senado onde alguns "deputados" de palmo e meio fizeram perguntas à "Mesa" sobre o funcionamento do Parlamento.

A maior surpresa foi quando os alunos assistiram, nas galerias, ao debate, real, que decorria sobre a crise dos combustíveis e as suas consequências com o bloqueio dos camionistas.

Para os assistentes de palmo e meio, a visita foi "espectacular". Luís confessou ao NT estar contente por ter ido a Lisboa "visitar o Sócrates", no entanto considerou os debates "uma seca". Já Marco mostrou-se contente por ir à assembleia, e a Sara Filipa estava entusiasmada por ter participado no debate que simularam no Senado: "Adorei o debate no Senado, foi divertido ver como os políticos trabalham".

Também a deputada Joana Lima se sentiu orgulhosa por ver as crianças da Trofa, no seu "local de trabalho e será sempre com muito gosto que me disponibilizo para receber na Assembleia da República qualquer trofense que queira visitar as instalações, para os ajudar a conhecer melhor o que se faz nesta casa", afirmou.

Satisfeito com este presente para os seus alunos, Leandro Loureiro, um dos professores que acompanhou as crianças, salientou a importância da visita de estudo, como forma de aprendizagem dos conceitos de cidadania. "Foi uma boa oportunidade para os miúdos aprenderem várias coisas novas e também um pouco de civismo", declarou. Fazendo um balanço positivo do ano lectivo, Leandro Loureiro, frisou a importância das disciplinas extra-curriculares para os seus alunos: "Este ano os miúdos já estavam mais habituados às disciplinas já se integraram mais facilmente", concluiu.