Colónias balneares 2011 já arrancaram. Centenas de crianças têm a oportunidade de passar uma semana diferente, cheia de brincadeiras e jogos com os colegas.

Os sorrisos rasgados denunciavam a alegria das crianças que brincavam junto ao mar, na praia das Caxinas, em Vila do Conde. Entre o entra e sai da água, Ana Margarida Moreira garantiu que estava a apreciar os dias passados à beira-mar, porque gosta “muito da água e da praia”.

A água “fria” não impedia o pequeno João Moreira de mergulhar continuamente. Ainda assim o aluno da escola da Lagoa, em Santiago de Bougado estava a “gostar mais ou menos” da semana de colónias balneares, já que para além da água fria, também “havia um bocadinho de nevoeiro”. Mas depois começo a gostar, porque fica quentinho”, apressou-se a acrescentar.

Já o que o colega Bruno “mais” gostou “foi o jogo tipo futebol”, que os alunos das escolas básicas do concelho têm a oportunidade de praticar ao longo das colónias balneares promovidas pela Federação de Associações de Pais da Trofa (FAPTROFA), em colaboração com a Câmara Municipal. Cerca de 700 crianças das escolas básicas do concelho participam nesta iniciativa, que começou a 20 de junho e se prolonga até 15 de julho.

José Oliveira, presidente da FAPTROFA, evidenciou que este ano para além das manhãs passadas na praia, as crianças terão a oportunidade de passar “uma tarde na Academia Municipal da Trofa”, que “também é interessante”.

Para “alguns alunos”, se não fosse esta oportunidade, não teriam possibilidade de passar alguns dias de férias na praia: “Consideramos que esta é uma iniciativa muito importante, já que depois de um ano de escola exigente, os alunos podem ir à praia e dar asas à liberdade”.

Como pai, José Oliveira reconhece que a “responsabilidade” da FAPTROFA “é grande”, porque os “pais confiam os alunos a cargo da federação”. “Organizar as colónias dá muito trabalho, mas temos tudo salvaguardado, com as condições de segurança necessárias e exigidas”, acrescentou.

Os dias de praia são preparados pelos professores das Atividades de Enriquecimento Curricular, para que as crianças possam ter o tempo ocupado da melhor maneira.

A vereadora da Educação da Câmara Municipal, Teresa Fernandes, não resistiu ao chamamento da praia e percorreu o areal, acompanhando as brincadeiras dos mais pequenos: “Conscientes do bem que a praia faz às crianças nós fazemos um esforço e organizamos as colónias balneares, de modo a poder proporcionar-lhes estes dias”.

Teresa Fernandes garantiu que esta é uma iniciativa “prioritária” no concelho. “Consideramos de extrema importância este período que as crianças passam à beira-mar, por isso tudo faremos para continuar a promover as colónias balneares”, reiterou.

{fcomment}