No âmbito do Dia Nacional dos Moinhos, os alunos de S. Martinho visitaram o da Abelheira, para aprender o seu funcionamento.

 José Campos estava impressionado com “a coisa que gira” dentro do moinho. A “coisa” era a mó, que desfazia o milho para o transformar em farinha. No moinho da Abelheira, o aluno da Escola Básica de Finzes também aprendeu que “a água, ao cair, faz força e faz mexer a roda”. A lição ao ar livre, no moinho da Abelheira, era mesmo para atrair a atenção dos mais pequenos, que tiveram oportunidade de aprender o processo de produção de farinha, que se fazia noutros tempos.

Para comemorar o Dia Nacional dos Moinhos (assinalado a 7 de abril), a Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado organizou uma visita de estudo cultural aos alunos do primeiro ano das escolas básicas da freguesia.

Cerca de 150 crianças visitaram o moinho da Abelheira numa atividade que o executivo da Junta considera “importante” e, por isso, tem repetido ao longo do mandato. O presidente, José Sá, acredita que a visita a este “monumento histórico” deveria estender-se a “todas as crianças do concelho”, devido ao conteúdo didático que possui.

José Sá afirmou que “de ano para ano, as crianças sentem-se felizes e bem dispostas ao fazer esta visita”. Maria Costa, aluna presente, no final da visita mostrou ter aprendido a lição: “O milho cai e transforma-se em farinha”.

Para testar os conhecimentos adquiridos, os alunos foram desafiados a fazer um desenho sobre o moinho. O concurso também é uma atividade repetida pela Junta, que vai premiar o melhor desenho de cada escola.

Já a pensar no desafio, José Campos assegurou que vai desenhar “o moinho, as rochas, a casa e a água com o tubinho em cima”. Por outro lado, Maria Costa adiantou que vai desenhar o interior do moinho, porque foi a parte que gostou mais.

Daniela Ferreira