"Desenvolver qualidades de liderança e perícia profissional, difundir o respeito pelo direito dos demais, com base no reconhecimento do valor de cada um, praticar e promover padrões de ética, capacidade de liderança e responsabilidade profissional, conhecer as carências, os problemas e as oportunidades de servir na comunidade" são alguns dos objectivos do Rotaract Clube da Trofa, constituído no passado dia 14 de Maio.

A cerimónia de constituição contou com a presença do Governador do Distrito 1970, Álvaro Gomes, da Representante do Distrito, Nilsa Silva, do past-Governador, Gonçalves Afonso, do futuro Governador, Bernardino Costa Pereira, e do Assessor do presidente da Câmara Municipal da Trofa para a Juventude, Sérgio Humberto, em representação do edil trofense.

Quinze jovens, com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos, aceitaram o desafio proposto pelo Rotary  Clube da Trofa, clube patrocinador, para constituírem o Rotaract Clube da Trofa, baseando a sua conduta nos valores da honestidade, amizade e solidariedade ao próximo.

O Rotary Clube local procurou incutir nas novas gerações o espírito de servir, motivando para que participem activamente na vida comunitária e tenham a possibilidade de se desenvolverem profissionalmente.

Mafalda Cunha, uma das grandes impulsionadoras do Rotaract Clube da Trofa, acredita que está reunido "um grupo diferente, que defende valores como a honestidade, a frontalidade e a solidariedade. Um grupo que demonstrou a sua irreverência ao assumir a responsabilidade de trabalhar pela sua comunidade, contrariamente ao que é a atitude "normal" dos jovens de hoje que face às diversas solicitações optam por outros caminhos".

Em declarações ao NT, o presidente do Rotaract Clube da Trofa, Frederico Ferreira, acredita que com este grupo, composto por "jovens dinâmicos, activos e às vezes até irreverentes, podemos marcar a diferença". Em jeito de conclusão, Frederico Ferreira referiu que "estamos prontos para trabalhar e servir a nossa comunidade e, para tal, contamos com a ajuda e empenho de todos".

O Rotaract Clube da Trofa é apadrinhado pelo Rotaract Clube de Santo Tirso, que esteve também presente na cerimónia de constituição. Num gesto simbólico, a presidente do Rotaract de Santo Tirso, Ângela Barros, entregou a Frederico Ferreira a árvore da amizade, referindo que pretende assistir ao seu crescimento, ao mesmo tempo que vai acompanhando de perto o crescimento e a evolução do Rotaract Clube da Trofa.

Na opinião do presidente do Rotary Clube da Trofa, Vilela de Araújo, com a criação do Rotaract "o movimento rotário rejuvenesce-se". "Esta era uma vontade do Clube, mas foi a visita do nosso Governador e a força anímica dos companheiros Mafalda Cunha e Jorge Antunes, que tornaram possível a realidade que estamos a viver", realçou.

O Governador do Distrito 1970 mostrou-se satisfeito pelo "nascimento de um Clube Rotaract", por ver "cumprida uma promessa" e por "verificar a articulação entre os clubes de Santo Tirso e da Trofa", que "honra, estimula e pratica uma máxima que nos é tão cara: unidos para servir e dedicados ao próximo".

Foi com agrado que o assessor do presidente da Câmara Municipal da Trofa para a Juventude, Sérgio Humberto, assistiu à constituição de mais um clube de jovens no concelho da Trofa, tendo em nome do presidente da Câmara, endereçado ao novo clube "as felicitações pela irreverência desta iniciativa", que acredita poder ser útil, pois "existem inúmeras carências no concelho e todo o trabalho é necessário, útil e deve ser apoiado", manifestando desta forma a disponibilidade da Câmara Municipal para apoiar e colaborar em iniciativas futuras.

 

Rotary Clube da Trofa entrega 13 mil euros à Liga Portuguesa Contra o Cancro

 

Durante a cerimónia foram recordados alguns princípios animadores em Rotary, um dos quais se transcreve: "Ser rotário é um privilégio e uma bênção, porque nos dá a oportunidade de influir e influenciar a vida de milhares de pessoas, cuja esmagadora maioria nunca conhecemos, mas que beneficiam da nossa actividade, cumprindo-se uma sagrada regra rotária, que é trabalhar sem qualquer intenção de benefício pessoal ou de retorno do que damos". O Rotary Clube da Trofa aproveitou assim a ocasião para entregar um donativo, de cerca de 13 mil euros, à Liga Portuguesa Contra o Cancro.

"Dar de si antes de pensar em si" é um dos grandes lemas rotários, que retrata a actividade desenvolvida pelos clubes. Os projectos e iniciativas que desenvolvem têm como objectivo melhorar a qualidade de vida da comunidade local, podendo participar mesmo na melhoria das condições de algumas populações de outros países.