quant
Fique ligado

jonati

Trofa

Covid-19: Noite de passagem de ano com recolher obrigatório às 23:00 no território continental

Publicado

em

No período da passagem de ano, devido à pandemia, é proibida a circulação entre concelhos e há recolher obrigatório às 23:00 de 31 de dezembro em todo o território continental, estando proibidos ajuntamentos na via pública e festas públicas.

Segundo as medidas do Governo para o período do Ano Novo, a circulação entre concelhos no território continental é proibida entre as 00:00 de 31 de dezembro e as 05:00 de 04 de janeiro de 2021, ou seja, entre quinta-feira e segunda-feira, “salvo por motivos de saúde, de urgência imperiosa ou outros especificamente previstos”.

Quanto ao recolher obrigatório, em que é proibida a circulação na via pública, aplica-se a todo o território continental, no dia 31 de dezembro a partir das 23:00 e nos dias 01, 02 e 03 de janeiro a partir das 13:00 e até às 05:00 do dia seguinte.

Na quinta-feira, dia 31 de dezembro, noite de passagem de ano, “a partir das 23:00 e até às 05:00 de dia 01 de janeiro de 2021, é aplicável em todo o território nacional continental a proibição de circulação em espaços e vias públicas, ou em espaços e vias privadas equiparadas a vias públicas”, de acordo com o decreto do Conselho de Ministros.

Para o período do Ano Novo estão “proibidas festas públicas ou abertas ao público” e, à semelhança do Natal, não são permitidos ajuntamentos na via pública com mais de seis pessoas.

Inicialmente, em 05 de dezembro, o Governo avançou que na noite de passagem de ano o recolher obrigatório seria às 02:00 e apenas para os concelhos considerados de risco extremo e muito elevado de transmissão do novo coronavírus, mas as medidas foram reavaliadas em 17 dezembro e sofreram um agravamento.

“Ao contrário do que tínhamos anunciado há 15 dias […], temos de cortar totalmente as celebrações de Ano Novo”, disse então o primeiro-ministro, António Costa, no final da reunião do Conselho de Ministros.

Publicidade

Com o alívio das restrições no Natal, o Governo decidiu “adotar medidas de máxima contenção” durante o período da passagem de ano, para evitar que o “risco acrescido” das celebrações natalícias se multiplique num crescimento exponencial da transmissão da covid-19.

Com a alteração dos horários de recolher obrigatório nos dias 31 de dezembro e 01 de janeiro, e no fim de semana de 02 e 03 de janeiro, também foram alterados os horários dos restaurantes.

Assim, em todo o território continental, no dia 31 de dezembro os restaurantes terão de encerrar até às 22:30 e nos dias 01, 02 e 03 de janeiro até às 13:00, “exceto para entregas ao domicílio”.

Independentemente da lista de concelhos por nível de risco de transmissão da covid-19, em todo o território nacional continental, os estabelecimentos de comércio a retalho e de prestação de serviços, inclusive supermercados, poderão estar abertos apenas entre as 08:00 e as 13:00 nos dias 01 a 03 de janeiro, ou seja, de sexta-feira a domingo.

Segundo a lista atualizada de níveis de risco, que vigorará até 07 de janeiro no âmbito do novo estado de emergência, existem 30 concelhos em risco extremo de contágio, 79 em risco muito elevado, 92 em risco elevado e 77 em risco moderado.

Na Madeira e nos Açores não são aplicadas as mesmas regras de Portugal continental, mas os Governos Regionais também decidiram aplicar mediadas especiais durante o Ano Novo.

Na Madeira, não são permitidas aglomerações de mais de cinco pessoas, é proibida a venda e o consumo de bebidas alcoólicas na via pública, exceto em esplanadas devidamente licenciadas, e os restaurantes só podem funcionar até às 23:00, mas estão excecionalmente autorizados a encerrar às 24:00 no dia 30 de dezembro e às 01:00 na noite de dia 31 de dezembro para 01 de janeiro.

Publicidade

A região terá, como habitualmente, o espetáculo de fogo de artifício de final do ano, tendo definido “bolsas” (zonas delimitadas” para um máximo de cinco pessoas em diferentes zonas de observação. Contudo, o Governo Regional apelou para que as pessoas vejam o espetáculo em casa, através da internet e da televisão.

Nos Açores, as medidas em vigor até 07 de janeiro determinam que todos os estabelecimentos de bebidas e similares, com espaços de dança, estão encerrados, e os bares e outros estabelecimentos de bebidas, com ou sem espetáculo e com ou sem serviço de esplanada, têm de encerrar até às 22:00.

Continuar a ler...

Falecimentos

Falecimento de Aureliano de Castro Ferreira

Faleceu Aureliano de Castro Ferreira, com 56 anos, residente na rua da Serra, em Guidoes, casado com Clara Maria Torres da Costa Ferreira

Publicado

em

Faleceu Aureliano de Castro Ferreira, com 56 anos, residente na rua da Serra, em Guidoes, casado com Clara Maria Torres da Costa Ferreira

Velório: Domingo dia 05/02, por volta 14:30 horas na Capela Mortuária de Guidões

Funeral: Segunda-feira dia 06/02 às 16:00 horas, na Igreja Matriz de Guidões

Cemitério: Guidões

Missa 7º Dia:

Sábado dia 11/02 às 19:15 horas, na Igreja Matriz de Guidões

Continuar a ler...

Falecimentos

Falecimento de Arnaldina de Azevedo Carvalho

Faleceu, com 84 anos, Arnaldina de Azevedo Carvalho, viúva de António Oliveira de Matos e residente em Finzes.

Publicado

em

Faleceu, com 84 anos, Arnaldina de Azevedo Carvalho, viúva de António Oliveira de Matos e residente em Finzes.

A missa de corpo presente será celebrada segunda-feira, dia 06 de fevereiro pelas 11:00 horas, na Igreja Nova, indo de seguida a sepultar em jazigo de família no cemitério de S. Martinho de Bougado – Trofa.

O corpo encontra-se depositado na Capela Funerária em velório, entre as 15:00 e as 20:00 horas de amanhã, domingo.

A missa de 7º dia será celebrada sexta-feira, dia 10 de fevereiro pelas 19:00 horas na Capela Nossa Senhora das Dores.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Pode ler também...

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);