Depois da escola de Querelêdo, Covelas vê agora inaugurada a sua sede da Junta de Freguesia. O autarca que comanda os destinos da autarquia há quase 30 anos chama-lhe “a menina dos meus olhos”. 

“O Homem sonha a obra nasce”. A citação é de Fernando Pessoa, mas foi proferida pelo presidente do executivo de Covelas, Fernando Moreira, durante a inauguração do novo edifício da junta, a 29 de outubro. O ano de 2011 vai ficar na memória não só do autarca, mas também de todos os covelenses: primeiro foi a inauguração da Escola de Querelêdo e agora o novo edifício da Junta de Freguesia.

No dia em que a sua freguesia inaugurou o novo edifício da Junta, o autarca covelense não podia estar mais satisfeito. “A menina dos meus olhos”, como lhe chama, demorou cerca de dois anos a ser construída, mas agora que está erguida é um motivo de orgulho para Fernando Moreira. “Esta é a minha obra, mas não é só. Ao longo de 30 anos há obras tão importantes como esta, mas a sede de Junta era uma necessidade que eu já queria ter feito há muito tempo, porque podia chegar a hora de eu ir embora sem a fazer e isso não aconteceu, pelo que me sinto feliz por isso”, asseverou.

Durante as obras da construção da nova Junta de Covelas quem quisesse encontrar Fernando Moreira tinha de se deslocar ao terreno, pois o autarca covelense fez questão de acompanhar a par e passo o crescimento da obra. Para si, a concretização desta obra é uma realização pessoal, que o deixa satisfeito, não só por ter conseguido concretizar um objetivo, como também por não ter endividado a freguesia com esta infraestrutura. “Quando comecei com a obra tinha feito bem as contas e tinha consciência de que seria muito difícil deixar parar a obra. Também foi verdade que disseram que me ajudavam com 70 mil euros para o terreno, foi deliberado (pela Câmara da Trofa) há quatro anos, mas foi agora esta Câmara que mos pagou”. Fernando Moreira afirma estar de “consciência tranquila” uma vez que fez “tudo por Covelas” e quer que os covelenses saibam que “a freguesia não está endividada pelo seu presidente de Junta”. “Sinto-me feliz por esta obra, feliz por não ter a obra hipotecada e por isso mesmo a freguesia pode dar-se ao luxo de dizer que a Junta é nossa”, afirmou convictamente.

Este novo edifício, que conta com uma fachada moderna, fica localizado próximo da antiga sede da Junta e contém uma novidade: uma caixa multibanco. Agora os covelenses já podem levantar dinheiro ou até mesmo fazerem os seus pagamentos sem terem de se deslocar às freguesias vizinhas. A construção do edifício da junta custou cerca de 500 mil euros.

“Esta obra foi fruto de uma parceria entre a Câmara Municipal da Trofa, que financiou o terreno. O executivo deliberou em reunião de Câmara em 2008 um subsídio de cerca de 70 mil euros. Durante estes dois anos, este executivo fez um esforço enorme para poder pagar todo este montante à Junta de Freguesia de Covelas”, asseverou Joana Lima, edil trofense.

Fernando Moreira é presidente da Junta de Covelas há quase 30 anos e não se pode recandidatar nas próximas eleições, devido à lei da limitação de mandatos. A dois anos de deixar o cargo sente-se “feliz” por tudo o que fez por Covelas: “Gostei sempre desta freguesia, nasci aqui e por isso mesmo sinto-me feliz por viver e trabalhar em prol desta freguesia”, adiantou com as lágrimas no canto do olho.

Depois de cumpridos os protocolos todos os convidados puderam fazer uma visita guiada às instalações da nova Junta de Freguesia.

 

{fcomment}